sicnot

Perfil

Mundo

Líder da maior associação patronal do Brasil pede saída de Dilma Rousseff

O presidente da maior associação patronal do Brasil, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, pediu hoje a renúncia da Presidente do Brasil, Dilma Rousseff, devido à crise económica e à corrupção.

À esquerda Paulo Skaf, Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

À esquerda Paulo Skaf, Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Andre Penner

Em entrevista à radio brasileira Jovem Pan, Skaf disse que a saída de Rousseff permitiria o regresso do crescimento e o aumento da confiança dos investidores no país.

O dirigente falou horas depois de o ex-Presidente Luiz Inácio 'Lula' da Silva ter sido convocado para depor pela Polícia Federal na 24.ª fase da Operação Lava Jato, que investiga o escândalo de corrupção na petrolífera Petobras.

Sobre a convocação de Lula, Skaf relatou que está preocupado com a operação, mas explicou que o pedido de renúncia contra Rousseff vai além da operação policial de hoje.

O dirigente lembrou que a Fiesp aprovou por unanimidade, em dezembro passado, apoiando a abertura de um processo de destituição contra Rousseff, um processo que foi interrompido depois de o Tribunal Federal ter detetado "erros processuais".

Lusa

  • Bruno de Carvalho suspenso por mais 90 dias

    Desporto

    O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, foi suspenso por 90 dias na sequência de declarações proferidas numa entrevista televisiva em março, anunciou esta terça-feira o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

  • Benfica critica castigo de Samaris e vai recorrer

    Desporto

    O Benfica reagiu esta terça-feira ao castigo de três jogos aplicado ao grego Andreas Samaris, considerando que a decisão, da qual vai recorrer, é prova de que o futebol português está "entregue à instabilidade, à incoerência e à insegurança".

  • "Álvaro" viveu seis anos de maus tratos num casamento de oito
    5:06
  • Governo disposto a ceder a algumas reivindicações dos enfermeiros
    1:58

    Economia

    Os enfermeiros ameaçam voltar à greve se o Governo não lhes der um subsídio no valor de 400 euros. Esta terça-feira o Governo esteve reunido com dois dos quatro sindicatos. O Ministério diz estar disposto a ceder a algumas reivindicações, mas o ministro da Saúde fez saber que o aumento de 400 euros é incomportável. 

  • Como fazer fotos e vídeos menos tremidos
    8:43
  • "As autárquicas deviam estar menos contaminadas pelo Orçamento"
    7:55
  • Viajar a 110 km/h agarrado ao para-brisas de um comboio

    Mundo

    Um homem de 23 anos foi detido por viajar preso a um comboio - mais concretamente ao limpa para-brisas -, que atinge velocidades perto dos 110 quilómetros por hora, numa viagem entre as estações de Leederville e Glendalough, na Austrália.

  • Rapper quer provar que a terra é plana

    Mundo

    O rapper B.o.B. lançou uma campanha na plataforma GoFundMe para enviar satélites que possam comprovar que a Terra é redonda e azul. No ano passado, o norte-americano defendeu nas redes sociais que o planeta é plano.