sicnot

Perfil

Mundo

Trump vence no Louisiana e Kentucky e soma já 12 vitórias em 19 estados

Trump vence no Louisiana e Kentucky e soma já 12 vitórias em 19 estados

A corrida republicana ainda nem vai a meio e Donald Trump já pede a um dos adversários, o senador Marco Rubio, para desistir da campanha. O senador da Florida ficou em terceiro lugar no Maine, atrás de Trump e Ted Cruz com apenas 8 por cento dos votos, abaixo dos mínimos exigidos para conseguir entrar na divisão de delegados do caucus ou assembleias populares deste Super Sábado.

Mais cinco estados decidiram sábado quem querem ver na corrida à Casa Branca, para as eleições de Novembro.

Entre os republicanos, o magnata Donald Trump voltou a ficar ficar à frente com 12 dos 19 estados já decididos desde que a votação arrancou no Iowa.

Nos democratas, Hillary Clinton venceu no estado do Louisiana, considerado o grande prémio deste fim de semana por valer 59 delegados, contra os estados do Kansas e Nebraska que representam 37 e 25 lugares e que foram ganhos plo rival Bernie Sanders.

Ted Cruz venceu o Maine e o Kansas.

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.