sicnot

Perfil

Mundo

Apreendido presumível carregamento de ouro de barco que naufragou nas ilhas Salomão

A polícia das Ilhas Salomão, no Pacífico Sul, apreendeu um presumível carregamento de ouro que pertencia a um barco que naufragou durante a II Guerra Mundial no atol Ontong Java, informaram hoje os meios de comunicação locais.

Arquivo/Reuters

Arquivo/Reuters

© Mohamed Nureldin Abdallah / R

A carga, composta por uma centena de lingotes que as autoridades acreditam ser de ouro e outros metais, foi transportada para o Banco Central das Ilhas Salomão para ser guardada nos seus cofres, de acordo com a Radio New Zealand.

Fonte policial que participou na operação levada a cabo na sexta-feira declarou à revista Solomon Business que o carregamento foi descoberto num barco que viajava perto do atol Ontong Java.

Em 2013, a imprensa local informou que o Governo das Ilhas Salomão ultimava preparativos para recuperar um carregamento de lingotes de ouro -- avaliados em mais de

Lusa

  • Manchester canta "Don't Look Back in Anger" dos Oasis
    1:11

    Ataque em Manchester

    O Reino Unido cumpriu esta manhã, às 11:00, um minuto de silêncio em homenagem às vítimas do ataque de segunda-feira em Manchester. Nesta cidade britânica, uma mulher começou a cantar a canção dos Oasis "Don't Look Back in Anger" e a multidão logo se juntou, num momento tocante.

  • Hoje é o dia internacional da criança desaparecida
    1:52

    País

    Assinala-se esta quinta-feira o dia internacional da criança desaparecida, numa altura em que foi conhecido um dado preocupante: há cada vez mais raptos parentais. O Instituto de Apoio à Criança recebe, por dia, 10 pedidos de ajuda.

  • Mourinho volta a conquistar a Europa

    Liga Europa

    O Manchester United conquistou esta quarta-feira a Liga Europa pela primeira vez. Este foi o quarto título europeu para Mourinho, depois das conquistas da Taça UEFA, em 2002/03, e da Liga dos Campeões, em 2003/04 e 2009/10.

  • Mexicana vence ultramaratona a correr de sandálias e de saia

    Desporto

    Uma mexicana venceu uma ultramaratona de 50 quilómetros a correr de saia e sandálias de borracha. María Lorena Ramírez, de 22 anos, não é atleta profissional, nem recebeu treino específico para a Ultra Trail Cerro Rojo, prova que venceu, mas pertence à tribo Tarahumara, com uma longa e invulgar tradição de excelentes corredores.

    SIC

  • Marcelo diz que a Europa precisa de paixão
    2:36