sicnot

Perfil

Mundo

Oposição síria contra a perspetiva de um Estado federal

A oposição síria manifestou-se hoje contra a ideia de um Estado federal ao considerar que seria um prelúdio à divisão do país, quando foram anunciadas para breve novas negociações entre as partes para uma solução política.

Um rapaz com uma bandeira da oposição síria.

Um rapaz com uma bandeira da oposição síria.

© Bassam Khabieh / Reuters

"A unidade da Síria é uma linha vermelha. Esta questão não é negociável e a ideia de uma federação seria um prelúdio à partilha da Síria", afirmou Riad Hijab, o coordenador geral do Alto comité das negociações, no decurso de uma entrevista telefónica com jornalistas.

"Isso é inaceitável. Chegámos a acordo sobre uma centralização administrativa [no decurso da conferência da oposição de dezembro, em Riade] ", acrescentou.

O responsável da oposição síria respondia de forma indireta ao vice-ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Serguei Riabkov, que em 29 de fevereiro admitiu uma federalização da Síria caso permitisse garantir a unidade do país e fosse aceite pelos beligerantes.

"Não posso avaliar as possibilidades de formação de um Estado federal na Síria, porque o processo que deve conduzir à definição do futuro da Síria não se iniciou", referiu, citado pela agência noticiosa pública Ria-Novosti.

"Mas, e se após as negociações e consultas sobre o futuro da Síria os participantes (...) chegarem à conclusão que este modelo é conveniente e que permitirá a salvaguarda de uma Síria unida, laica, independente e soberana, quem poderá opor-se-lhe?", assinalou.

Os curdos locais, que constituíram três regiões autónomas desde o início da guerra na Síria, são favoráveis a uma federação.

Em janeiro de 2012, diversos grupos curdos sírios sugeriram um referendo para escolher entre descentralização, autonomia ou federação.

As conversações de paz previstas sob a égide da ONU em Genebra são as primeiras desde a entrada em vigor em 27 de fevereiro de um acordo sobre a interrupção das hostilidades concluído entre norte-americanos e russos.

Lusa

  • Vem lá chuva

    País

    A chuva vai voltar a Portugal continental a partir de quarta-feira e pelo menos até domingo, enquanto as temperaturas mínimas deverão subir.

  • "O Sporting é o um barco à deriva"
    2:26
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    A crise do Sporting foi o principal tema em O Dia Seguinte, esta segunda-feira. José Guilherme Aguiar censura Bruno de Carvalho por ter convidado Jorge Jesus para a comissão de honra da recandidatura. Já Rogério Alves não tem dúvidas que a contestação tem aumentado de tom devido à proximidade das eleições do Sporting. Rui Gomes da Silva pensa que toda a direção leonina é responsável pelo mau momento atual do clube.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Violação emitida em direto no Facebook

    Mundo

    Três homens foram detidos na Suécia, por suspeitas de violação de uma mulher, num apartamento a 70 quilómetros da capital. Os suspeitos filmaram o ato de violência e exibiram-no em direto no Facebook.

  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.