sicnot

Perfil

Mundo

OMS aconselha grávidas a não viajarem para zonas afetadas pelo vírus Zika

A Organização Mundial de Saúde aconselhou hoje as grávidas a não viajarem para zonas afetadas pelo vírus Zika, sublinhando que esta advertência surge num contexto de provas cada vez mais conclusivas de que o Zika provoca malformações fetais.

© Jaime Saldarriaga / Reuters

"As mulheres grávidas devem ser aconselhadas a não viajar para zonas onde há focos do vírus Zika", indicou a agência especializada das Nações Unidas num comunicado emitido depois de uma reunião da comissão de emergência sobre um foco de infeção.

Numa conferência de imprensa, a diretora-geral da OMS, Margaret Chan, pediu hoje aos países para adotarem "fortes medidas de saúde pública" para travar o avanço do Zika, sem esperar que se comprove cientificamente a relação entre o vírus e malformações congénitas.

Segundo a responsável, multiplicaram-se recentemente "informações alarmantes" que reforçam a suspeita de relação entre o Zika e os casos de microcefalia em recém-nascidos e doenças neurológicas em adultos.

Lusa

  • "É preciso despartidarizar o sistema de Proteção Civil", diz Duarte Caldeira
    2:47
  • Homem morreu ao tentar salvar animais das chamas
    2:30
  • Arcebispo de Braga pede responsabilidades pelos incêndios
    1:40

    País

    Braga também sofreu um dos mais violentos incêndios dos últimos anos. O fogo descontrolado atravessou várias freguesias e destruiu duas empresas. A igreja, pela voz do arcebispo de Braga, pede ação e o apuramento de responsabilidades, face a esta calamidade.

  • "Estou a ficar sem água, vai ser um trabalho inglório"
    1:06