sicnot

Perfil

Mundo

Amnistia Internacional acusa Coreia do Norte de reprimir utilizadores de telemóveis

A Amnistia Internacional (AI) denunciou hoje que Pyongyang procura reforçar o isolamento dos norte-coreanos com uma campanha de repressão contra aqueles que tentam utilizar os telemóveis para fazer chamadas internacionais.

arquivo

A organização de defesa dos direitos humanos explica, num relatório, que o regime de Kim Jong-un inflige penas severas, incluindo o internamento em campos para presos políticos, para aqueles que são apanhados a tentar contactar familiares que fugiram para o estrangeiro.

"Para manter o seu sistemático e absoluto controlo, as autoridades da Coreia do Norte reprimem as pessoas que utilizam os telemóveis para contactar a sua família no estrangeiro", afirmou Arnold Fang, investigador da AI para a Ásia Oriental.

Existem mais de três milhões de assinantes de serviços móveis de telefone na Coreia do Norte, mas as chamadas internacionais estão completamente bloqueadas.

Assim, muitos dependem dos chamados "telemóveis chineses" , dispositivos importadas e cartões SIM que permitem chamadas internacionais através de redes chinesas perto da fronteira , refere o relatório da Amnistia.

Os telemóveis e os cartões SIM são frequentemente enviados em segredo por familiares que vivem no estrangeiro -- uma prática que envolve o pagamento de luvas na ordem de 500 dólares (455 euros) a guardas de segurança na fronteira.

Se alguém for apanhado a fazer uma chamada internacional usando os chamados "telemóveis chineses" arrisca ser enviado para um reformatório ou para um campo de presos políticos, segundo a AI.

Desertores entrevistados pela Amnistia afirmaram que as autoridades dispõem de um equipamento de vigilância capaz de rastrear o uso ilícito de telemóveis.

"Eles podem descobrir a localização exata dos telemóveis", disse Bak-Moon, um engenheiro norte-coreano que fugiu do país.

Arnold Fang descreveu o controlo da comunicação como uma "arma-chave" das autoridades norte-coreanas para esconder a "terrível situação dos direitos humanos" no país.

"Os norte-coreanos não estão apenas privados de saber o que se passa no mundo, mas também cada vez mais impedidos de contarem ao mundo a sua quase completa ausência de direitos humanos", afirmou o investigador da Amnistia Internacional.

Um relatório da ONU de 2014 concluiu que a Coreia do Norte comete violações dos direitos humanos "sem paralelo no mundo contemporâneo".

Lusa

  • Os confrontos de Rui Rio
    3:38

    País

    Esta não é a primeira vez que Rui Rio enfrenta adversidades. O mesmo aconteceu durante a presidência da Câmara do Porto, quando assumiu uma rutura total com o Futebol Clube do Porto. Na primeira conferência de imprensa como presidente do PSD, avisou os adversários internos de que o clima de confronto é um ambiente do qual gosta.

  • Governo aceita diálogo com PSD após eleição de Rio
    1:52

    País

    Com a eleição de Rui Rio, o Governo aceitou entender-se com o PSD, provocando algumas críticas por parte do PCP e o Bloco de Esquerda. O líder parlamentar socialista diz que admitir o diálogo é Democracia, mas garante que o que sempre dividiu o PS do PSD mantém-se.

  • Sporting nos oitavos de final da Liga Europa

    Liga Europa

    O Sporting garantiu esta quinta-feira o apuramento para os oitavos de final da Liga Europa, ao empatar frente ao Astana, em Alvalade, a três golos, na segunda mão dos 16 avos de final, depois de ter triunfado no Cazaquistão por 3-1. Veja ou reveja todos os golos do encontro.

  • Jane Seymour posa para a Playboy aos 67 anos

    Cultura

    Esta é a terceira vez que a atriz inglesa de 67 anos participa numa sessão fotográfica para a revista Playboy. Jane Seymour aproveitou a oportunidade para se juntar ao movimento #MeToo e falar sobre as agressões sexuais que sofreu às mãos de um produtor, em 1972.

  • O estranho caso do mergulhador Alejandro Ramos

    Mundo

    O mergulhador Alejandro Ramos tornou-se num caso de investigação do Centro Médico Naval do Peru, depois do seu corpo ter começado a inchar sem qualquer explicação aparente. Isto aconteceu há quatro anos, minutos depois de ter emergido da água, onde tinha estado a trabalhar durante muitas horas.

    SIC

  • Vírus do Zika pode proteger contra a dengue

    Mundo

    Uma equipa de investigadores brasileiros acredita que a infeção do vírus Zika pode tornar a pessoa imune contra a dengue. Anteriormente, uma investigação chinesa já tinha conseguido provar o inverso: quem apanha dengue pode estar mais protegido contra o vírus do Zika.

    SIC

  • Pesca explora mais de metade de todos os oceanos

    Economia

    A pesca industrial explora mais de metade de todos os oceanos, uma área quatro vezes maior que a utilizada pela agricultura, havendo mais atividade no norte do Atlântico e do Pacífico, conclui um estudo divulgado esta quinta-feira.