sicnot

Perfil

Mundo

Eurodeputado grego expulso por comentário xenófobo sobre turcos

O presidente do Parlamento Europeu (PE), Martin Schulz, expulsou hoje do hemiciclo o eurodeputado grego do partido de extrema-direita Aurora Dourada Eleftherios Synadinos devido a um comentário xenófobo durante o debate sobre o pré-acordo migratório com a Turquia.

PATRICK SEEGER

Antes do início das votações do meio-dia, o presidente do PE citou a intervenção de Synadinos durante o plenário.

"Como muitos cientistas têm dito, os turcos são bárbaros, são sujos, são os que ao lutar contra o inimigo lutam sem princípios. A firmeza e o punho são a arma", foi a declaração do eurodeputado grego citada por Schulz.

O presidente do PE disse que perante aquele comentário o parlamento "tinha de reagir" porque ele "contraria" o seu "regulamento interno e os valores da União Europeia".

"Como medida imediata tomou-se uma decisão de princípio, porque se ultrapassam sistematicamente os limites para acomodar o racismo e comigo isso não será possível", afirmou Schulz, avisando Synadinos que vai continuar o processo interno devido à sua atitude.

Lusa

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.