sicnot

Perfil

Mundo

Nicolás Maduro reitera que não o afastarão da presidência da Venezuela

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, minimizou esta quarta-feira o anúncio da oposição, em maioria no parlamento, de que vai acionar mecanismos para o afastar do poder, sublinhando que "Maduro é o povo".

© Carlos Garcia Rawlins / Reute

"Maduro é o povo e é revolução. Que parte disso não entenderam?", disse, no palácio presidencial de Miraflores, em Caracas, à margem de um encontro com milhares de mulheres que com uma marcha até ao local celebraram o Dia Internacional da Mulher e manifestaram apoio à revolução bolivariana e ao Governo de Nicolas Maduro.

"Deixem a MUD (Mesa de Unidade Democrática, que junta a oposição ao Governo no parlamento) com as suas loucuras e obsessões, que com uma mão os paramos e os denunciamos e com a outra (vamos) trabalhar", disse.

Segundo o Chefe de Estado, se os opositores "cruzarem a linha vão encontrar um povo com consciência clara".

"E eu (estarei) à frente, confrontando qualquer tentativa de desestabilizar o nosso país", disse.

A oposição venezuelana, maioritária no parlamento, anunciou na terça-feira, durante uma conferência de imprensa em Caracas, que vai lançar um "processo" para a realização de um referendo de revogação do mandato presidencial de Nicolás Maduro.

"Afastar Maduro é um passo, o nosso objetivo é construir uma Venezuela unida", disse Jesus Chuo Torrealba, secretário executivo da MUD, acrescentando que a oposição vai avançar ainda com uma reforma constitucional para reduzir a duração do mandado presidencial de seis para quatro anos.

A oposição apelou ainda aos venezuelanos para se mobilizarem e pedirem a demissão de Nicolás Maduro.

Lusa

  • Divorciados vão poder dividir filhos no IRS 

    Economia

    Os divorciados vão passar a poder dividir os filhos no IRS (imposto sobre o rendimento singular) e o Governo está a estudar soluções para que em 2018 haja um novo sistema para lidar com a guarda conjunta de filhos.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.