sicnot

Perfil

Mundo

Presidente da Colômbia diz recusar assinar "mau acordo" de paz com as FARC

O Presidente colombiano, Juan Manuel Santos, afirmou hoje que não concluirá a paz com a guerrilha das FARC em 23 de março, data limite fixada pelas duas partes, se tiver de assinar um "mau acordo".

Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos.

Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos.

© John Vizcaino / Reuters

"Caso não alcancemos um bom acordo no dia 23 [de março], vou propor à outra parte para fixar uma nova data porque não respeitarei uma data com um mau acordo", declarou o chefe de Estado durante uma visita a Pereira, oeste da Colômbia.

Em setembro, Governo e guerrilha apontaram 23 de março como data limite para a assinatura do acordo de paz, na sequência do processo de paz iniciado em novembro de 2012 em Havana, com mediação de Noruega e Cuba.

Entre os temas que permanecem por solucionar inclui-se o cessar-fogo bilateral e definitivo, o abandono das armas e a concentração dos guerrilheiros para a sua desmobilização.

Lusa

  • Militares da revolução denunciam corrupção nos órgãos de poder
    3:22

    País

    O presidente da Associação 25 de Abril acusa a classe política de não ter interesse em travar a corrupção em Portugal. Vasco Lourenço e Otelo Saraiva de Carvalho, dois dos militares da revolução, consideram que a corrupção está entranhada nos órgãos de poder e deve ser denunciada.

  • "Está prevista mais uma melhoria do rating para breve"
    2:46
  • Fábrica na Covilhã vai produzir para marcas de luxo
    1:47

    Economia

    A Covilhã foi a cidade portuguesa escolhida para a instalação de uma nova fábrica de produção de peças para marcas de luxo. O Grupo FM Industries Sycrilor vai reforçar o investimento na cidade e será responsável pelo polimento de metais para as marcas Louis Vuitton e Cartier.