sicnot

Perfil

Mundo

Traços do rosto humano modificaram com introdução de carne na alimentação

A introdução de carne crua na dieta e o uso de instrumentos de pedras básicos permitiu a redução do tamanho do rosto e dentes dos hominídeos, segundo um estudo divulgado hoje na revista britânica "Nature".

© Laszlo Balogh / Reuters

O estudo sugere que a carne e os instrumentos do Paleolítico, e não a posterior chegada da cozinha, permitiram a redução do tamanho dos traços relacionados com o ato de mastigar, incluindo do rosto e dos dentes.

O processo de seleção permitiu também melhorar outras funções como a fala e a termorregulação.

No tempo do Homo Erectus (há dois milhões de anos), os seres humanos desenvolveram cérebros e corpos que exigiam maiores reservas de energia diária.

Ao mesmo tempo, também desenvolveram dentaduras mais pequenas, músculos de mastigação e mandíbulas mais débeis, assim como intestinos menores do que nas anteriores espécies.

A investigação sugere que aquelas mudanças foram possíveis com a inclusão de mais carne na dieta, no processamento da comida através de ferramentas de pedra e com o cozinhar dos alimentos, apesar de aquela prática apenas se tornar comum há 500.000 anos.

Daniel Lieberman e Katherine Zink, da Universidade de Harvard, avaliaram como as técnicas de processamento de alimentos no Paleolítico afetaram o esforço necessário na mastigação.

Descobriram que ao picar a carne e triturar as verduras com os instrumentos de pedra, antes de os ingerir, o homem primitivo gastava menos energia na mastigação.

Os cientistas concluíram que aquela redução do esforço para mastigar produziu uma transformação nos músculos do rosto.

Lusa

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John Mccain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "É muito importante ceder à tentação de se abolir a liberdade"
    1:06
  • Menos casos de sida em Portugal
    1:44