sicnot

Perfil

Mundo

Visita de Joe Biden a Jerusalém fica marcada por mais um ataque

Dois palestinianos dispararam hoje contra um autocarro em Jerusalém e abriram fogo no exterior da Cidade Velha, causando um ferido grave, disse a polícia israelita.

© Ammar Awad / Reuters

Ambos foram abatidos a tiro pela polícia, segundo indicaram fontes médicas e das forças de segurança de Israel.

Os ataques de hoje, os mais recentes de uma série de outros registados desde outubro, coincidem a visita do vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, a Israel, onde chegou na terça-feira.

O primeiro ataque teve lugar no bairro judeu ultraortodoxo a norte de Jerusalém, disse a polícia, indicando que o motorista do autocarro respondeu com tiros contra os atacantes, que conseguiram, contudo, escapar.

Mais tarde, no exterior da Cidade Velha de Jerusalém, voltaram a abrir fogo, ferindo gravemente um homem de 50 anos, antes de serem abatidos pela polícia.

Na terça-feira, uma pessoa morreu e 12 ficaram feridas num ataque com arma branca de um homem em Telavive, perto do local onde Joe Biden estava a ser recebido pelo ex-presidente israelita Shimon Peres.

Segundo a polícia, a vítima mortal era um turista norte-americanoe o autor dos ataques foi abatido por agentes policiais, não tendo sido divulgada informação sobre a sua identidade.

Três outros ataques tiveram lugar no mesmo dia: dois em Jerusalém e um em Petah Tikva, perto de Telavive.

Desde 01 de outubro, a violência em Israel e nos territórios palestinianos já resultou em pelo menos 215 mortos, dos quais 187 palestinianos e 28 israelitas.

Lusa

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalaram-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.