sicnot

Perfil

Mundo

Sul-africana que raptou bebé declarada culpada 18 anos depois

Uma sul-africana de 50 anos, que raptou uma bebé de uma maternidade há 18 anos e educou como filha, foi hoje declarada culpada por um tribunal da Cidade do Cabo.

Arquivo

Arquivo

© Mike Hutchings / Reuters

Esta mulher, cuja identidade não foi divulgada para proteger a vítima, incorre numa pena de até cinco anos de prisão.

"Foi evidentemente a autora do rapto da bebé do hospital", declarou o juiz John Hlophe, rejeitando a versão da acusada de que a bebé lhe tinha sido confiada por uma desconhecida.

O tribunal recusou o pedido de libertação sob caução, apresentado pela acusada, que ficará presa pelo menos até 30 de maio, data marcada para o anúncio da sentença.

A verdadeira identidade da jovem raptada, chamada Zephany pelos pais biológicos, foi conhecida no início do ano passado, quando tinha 17 anos, numa escola secundária da Cidade do Cabo.

Os colegas notaram que Zephany, então no último ano do liceu, era muito parecida com Cassidy Nurse, uma nova aluna da escola.

Celeste e Morne Nurse, pais de Cassidy, nunca desistiram de encontrar Zephany e alertaram de imediato a polícia.

As análises de ADN estabeleceram que as duas raparigas eram irmãs e que Zephany era a bebé raptada em 1997. Sem saberem, as duas famílias viviam a poucos quilómetros de distância.

Lusa

  • Deputados pedem medidas urgentes para travar exploração de urânio junto à fronteira
    3:06

    País

    Um projeto de exploração de urânio no município de Retortilho em Salamanca, a cerca de 40 quilómetros da fronteira portuguesa, está a causar preocupação nos dois países. Portugueses e espanhóis temem o risco de contaminação por via aérea e fluvial. Deputados portugueses visitaram o local, onde pediram medidas firmas e urgentes ao Governo para travar o projeto. As autoridades de Espanha não acionaram o mecanismo de avaliação ambiental partilhada.

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser derrotada

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC