sicnot

Perfil

Mundo

Colômbia desmantela rede internacional de lavagem de dinheiro

A Colômbia anunciou na quinta-feira ter desmantelado uma rede internacional de lavagem de dinheiro, detendo 13 suspeitos, cinco deles comissários de bordo.

© Fredy Builes / Reuters

"Entre os 13 detidos há cinco comissários de bordo (da Avianca Airlines) e oito indivíduos que estavam envolvidos no transporte para a Colômbia de dólares e de euros obtidos ilegalmente em Espanha, Estados Unidos, México e noutros sítios", informou o Ministério Público.

Os detidos vão ser julgados por branqueamento de capitais, enriquecimento ilícito e conspiração criminosa.

A rede estaria relacionada com o tráfico de droga, dado que alguns dos detidos têm ligações a membros do cartel mexicano de Sinaloa, afirmou o procurador-geral adjunto, Jorge Fernando Perdomo.

"As notas eram transportadas nos corpos ou em malas com fundo duplo", disse, em conferência de imprensa.

As detenções ocorreram no quadro de uma investigação internacional que envolveu autoridades da Colômbia, Estados Unidos, Espanha e México, bem como a transportadora aérea Avianca.

Lusa

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.