sicnot

Perfil

Mundo

Maduro diz que se Lula for detido será "um Mandela" na América do Sul

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, condenou na quinta-feira o pedido de prisão preventiva para o ex-presidente do Brasil Lula da Silva e considerou que a detenção faria dele um Nelson Mandela da América do Sul.

Ariana Cubillos

"Lula será como um Mandela no continente", disse.

Nicolás Maduro falava em Caracas, num ato público transmitido pelo canal estatal Venezuelana de Televisão (VTV) e durante o qual sublinhou que Lula da Silva foi "um dos protagonistas das mudanças no continente".

O Presidente da Venezuela denunciou e criticou que no Brasil pretendam, "por vias judiciais" dar "golpes de Estado" contra protagonistas que lutaram contra iniciativas fracassadas que levaram à "destruição do aparelho industrial em vários países" da América Latina, como a Zona de Livre Comércio para as Américas (Alca), promovida pelos Estados Unidos.

Na quinta-feira, três procuradores do Ministério Público de São Paulo anunciaram ter pedido a prisão preventiva de Lula da Silva por alegados crimes relacionados com a posse de um apartamento no litoral daquele Estado brasileiro.

Em conferência de imprensa, o procurador Cássio Conserino disse que o Ministério Público estadual reuniu uma "gama de provas testemunhais e documentais" que provam que o imóvel estava reservado para o ex-Presidente.

Lula foi acusado pelos procuradores de ter praticado os crimes de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica, porque supostamente ocultou a propriedade do apartamento.

Lusa

  • Médicos e ministro da Saúde voltam hoje às negociações

    País

    O Ministério da Saúde deverá apresentar uma proposta que poderá ser decisiva para a convocação ou não de uma nova greve. O Sindicato Independente dos Médicos e a Federação Nacional de Médicos tinham anunciado, no dia 11 de agosto, que vão realizar uma greve de dois dias na primeira semana de outubro, se a nova proposta negocial não levar em conta o que reivindicam.

  • PJ de Portimão deteve italiano foragido
    0:55

    País

    A Polícia Judiciária de Portimão deteve em Lagos um homem italiano que aguardava extradição. O antigo piloto de automóveis esteve foragido durante quase um ano, depois de ter cortado a pulseira eletrónica.