sicnot

Perfil

Mundo

Nestlé recolhe pizzas e lasanhas com pedaços de vidro nos EUA

A Nestlé portuguesa garantiu hoje que "não estão à venda em Portugal" as refeições congeladas, pizzas e lasanhas que a empresa vai recolher voluntariamente no mercado norte-americano por conterem pedaços de vidro.

A DECO pediu análises laboratoriais a trinta amostras de hambúrgueres, canelones, almôndegas e lasanhas e encontrou ADN de cavalo em três delas. Nos hambúrgueres da Auchan e almôndegas Polegar (comecializadas pela Auchan) foram detetados vestígios inferiores a 1%, enquanto na lasanha do El Corte  Inglés a presença de ADN era de 1 e 5% (

A DECO pediu análises laboratoriais a trinta amostras de hambúrgueres, canelones, almôndegas e lasanhas e encontrou ADN de cavalo em três delas. Nos hambúrgueres da Auchan e almôndegas Polegar (comecializadas pela Auchan) foram detetados vestígios inferiores a 1%, enquanto na lasanha do El Corte  Inglés a presença de ADN era de 1 e 5% (

© Pascal Lauener / Reuters

A Nestlé norte-americana anunciou na quinta-feira na sua página da Internet a recolha voluntária de um número limitado de produtos, entre os quais pizzas e lasanhas congeladas, por conterem pedaços de vidro.

Contactada pela agência Lusa, uma fonte da Nestlé portuguesa disse que os produtos em causa não estão à venda em Portugal.

A empresa norte-americana adiantou no site da Internet que a recolha inclui cerca de três milhões de produtos de lasanha "Stouffer", refeições congeladas "Lean Cuisine" e pizzas "DiGiorno".

A Nestlé disse "lamentar a situação" e adiantou que, até ao momento, ainda não recebeu nenhuma queixa relativa a algum tipo de incidente com pedaços de vidro naqueles alimentos.

Na sua página da Internet, a Nestlé adiantou ainda estar já em curso uma investigação para detetar a origem do problema.

Lusa

  • Novas regras para os pagamentos em dinheiro vivo

    Economia

    Os pagamentos em dinheiro acima de 3.000 euros são proibidos a partir de quarta-feira, mas aos não residentes são permitidos pagamentos até 10 mil euros, ou o equivalente em moeda estrangeira, segundo um diploma hoje publicado.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.