sicnot

Perfil

Mundo

Governo brasileiro preparado para eventuais ameaças terroristas durante os Jogos Olímpicos

O Governo brasileiro declarou-se pronto para fazer frente a eventuais ameaças biológicas, químicas ou nucleares durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em agosto, assegurando contar com pessoal e equipas capacitadas tecnicamente.

Os militares descartam qualquer ameaça pendente, tendo como alvo os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro em agosto deste ano. (Arquivo)

Os militares descartam qualquer ameaça pendente, tendo como alvo os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro em agosto deste ano. (Arquivo)

© Eric Gaillard / Reuters

"Estamos plenamente capazes de enfrentar qualquer ameaça desse tipo", disse à agência de notícias espanhola EFE o comandante do Primeiro Batalhão de defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear do exército brasileiro, coronel Pereira Silva.

Declarações feitas após o simulacro de um ataque químico realizado pelos militares no Parque Olímpico de Deodoro, onde se disputarão algumas competições do Rio2016, o último teste de um curso relacionado com a capacidade de descontaminação de múltiplas vítimas, que contou com formadores do exército dos Estados Unidos.

Foi simulado, neste caso, o socorro a espectadores afetados por um ataque com gás Sarin, efetuado a partir de um 'drone', exercício que contou com a montagem de tendas para assistir as vítimas e sua descontaminação, evacuação para centros médicos e uso de especialistas para identificar o agente químico utilizado no 'atentado'.

"Neste curso com os norte-americanos capacitámos 60 pessoas, 30 das Forças Armadas, incluindo o exército, bombeiros e funcionários do Ministério da Saúde", explicou Pereira Silva.

Apesar da preparação ministrada pelas autoridades brasileiras, os militares descartam qualquer ameaça pendente, tendo como alvo os Jogos Olímpicos.

Lusa

  • "O que mais tem havido nesta altura são respostas precipitadas"
    7:21

    Opinião

    Foi um "debate contigo" o de hoje, no Parlamento, sobretudo no frente-a-frente entre António Costa e Passos Coelho, na opinião de Bernardo Ferrão. O subdiretor de informação da SIC sublinha uma declaração "mortal" do primeiro-ministro, quando este disse que "ninguém quer respostas precipitadas". Por outro lado, a comissão técnica independente pedida pelo PSD pode virar-se contra o próprio partido.

    Bernardo Ferrão

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44

    Mundo

    A Ucrânia está a ser seriamente afetada por um novo ataque informático. Algumas empresas de grande dimensão estão a ser prejudicadas, agravando a dimensão global do ataque, o qual não parece ser dirigido a ninguém em concreto. Ontem, nas primeiras horas do ataque, não parava de crescer o número de vítimas.

  • Caricaturas de Trump invadem capital do Irão

    Mundo

    O Irão está a organizar um concurso internacional de caricaturas do Presidente norte-americano Donald Trump. Pelas ruas de Teerão já vão surgindo algumas imagens alusivas ao festival que vai realizar-se no próximo mês de julho.

  • Companhia aérea obriga deficiente físico a entrar no avião sem ajuda

    Mundo

    Um homem com uma deficiência física que o obriga a andar numa cadeira de rodas foi obrigado a subir sozinho as escadas de um avião da companhia aérea Vanilla Air. Hideto Kijima deparou-se com a situação quando estava a embarcar da ilha de Amami para Osaka, no Japão, com vários amigos que foram proibidos de o ajudar.