sicnot

Perfil

Mundo

Martin Schulz critica Frente Nacional francesa

O presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, criticou hoje a Frente Nacional, considerando que o partido de extrema-direita francês identifica os "bodes expiatórios" mas nunca apresenta propostas concretas.

Ebrahim Noroozi

"A Frente Nacional é um partido que identifica os responsáveis, os bodes expiatórios: os imigrantes, o governo, o leste europeu, os europeus, os alemães, e todos os outros" disse Schulz ao canal de televisão francês I-Télé.

"Quando colocamos a questão concreta sobre soluções em relação, por exemplo, à deslocalização ou à concorrência desleal, é o silêncio. Não dizem nada", acrescentou.

"Vocês conhecem as propostas concretas da Frente Nacional para estes problemas? Quais são as propostas concretas desse partido?" questionou o presidente do Parlamento Europeu e dirigente social-democrata alemão.

Durante a entrevista, Schulz relativizou os êxitos do partido, liderado por Marine Le Pen desde 20111, que aumentou o número de eleitos em França e no Parlamento Europeu.

Referindo-se às regionais francesas de dezembro de 2015, Martin Schulz frisou que a Frente Nacional conseguiu 37 por cento dos votos mas que a participação nas eleições não ultrapassou os 58 por cento.

"A Frente Nacional é um partido, não é o partido dos franceses", conclui Martin Schulz.

Lusa

  • Governo vai avaliar situação da associação Raríssimas
    1:41

    País

    O Governo promete avaliar a situação da instituição Raríssimas e agir em conformidade, depois da denúncia de alegadas irregularidades na gestão financeira. A presidente da instituição terá usado dinheiro da Raríssimas para gastos pessoais como vestidos de alta-costura e alimentação. Esta é uma instituição que apoia doentes e famílias que convivem de perto com doenças raras. 

  • Diáconos permanentes: quem são e que cargo ocupam na comunidade católica
    10:04
  • Múmia quase intacta descoberta em Luxor
    1:23

    Mundo

    O Egito anunciou, este sábado, a descoberta de dois pequenos túmulos com 3.500 anos na cidade de Luxor. Foram também encontrados uma múmia em bom estado de conservação, uma estátua do deus Ámon Ra e centenas de artefactos de madeira e cerâmica ou pinturas intactas.