sicnot

Perfil

Mundo

Venezuela decreta emergência devido a El Niño

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou hoje que vai promulgar um Decreto Especial de Emergência devido ao fenómeno meteorológico El Niño, que há vários meses está a provocar uma forte seca no país.

© Carlos Garcia Rawlins / Reute

"Vou promulgar um decreto especial de emergência devido ao fenómeno de El Niño. Estamos a tomar todas as previsões para poupar água, eletricidade, para garantir a estabilidade. É brutal o fenómeno, não tem chovido", disse.

O anúncio teve lugar em Caracas, no final de uma marcha em que participaram milhares de cidadãos contra a decisão de Barack Obama de prolongar por mais um ano, a 04 de março último, o decreto com sanções contra funcionários venezuelanos e que considera a situação interna na Venezuela um "extraordinário risco" para a segurança norte-americana.

"Tomei a decisão (devido à emergência) de declarar toda a semana santa, desde o sábado 19 de março até o domingo de ressurreição, 27 de março, como dias feriados não laboráveis para todos os trabalhadores públicos do país e para toda a educação nacional, para todos os estudantes de liceus e universidades", declarou.

Segundo Nicolás Maduro o decreto foi idealizado para garantir a estabilidade da população relativamente aos efeitos climáticos de El Niño.

A 04 de janeiro passado, o Governo venezuelano anunciou a implementação de um "Plano de Abastecimento Especial" de água porque, segundo o ministro de Eco-socialismo e Águas, Ernesto Paiva, as reservas de água das 18 principais barragens do país estavam a níveis "alarmantes".

Dados divulgados pela imprensa venezuelana, em fevereiro, dão conta de que barragens como a de Água Fria e a de Ocumarito contavam com reservas de água para menos de três meses.

A 19 de fevereiro, o ministro de Energia Elétrica da Venezuela, Luís Motta Domínguez, pediu aos venezuelanos para pouparem significativamente a energia elétrica, advertindo que a falta de água poderá conduzir o país "nas primeiras semanas de abril" a "um colapso elétrico".

Segundo aquele responsável, a barragem de El Guri, a principal do país, tem apenas "25% de água" o que tem obrigado as autoridades a aumentarem a geração térmica de energia elétrica para poder abastecer a população.

A 01 de março passado, a empresa estatal responsável pelo abastecimento de água na Venezuela, Hidrocapital, anunciou a implementação de um novo "plano especial de abastecimento", que prevê que vários setores da cidade de Caracas estejam sem água até quatro dias por semana.

Lusa

  • Carro que atropelou adepto encontrado numa garagem na Amadora
    1:51

    Desporto

    O carro que atropelou o adepto da Fiorentina, junto ao Estádio da Luz, está nas mãos da Polícia Judiciária. O automóvel foi encontrado esta terça-feira por uma brigada da PSP na garagem de um casa da Amadora, que pertence a um elemento da claque dos No Name Boys.

  • Avião divergiu para as Lajes devido a discussão a bordo

    País

    Um avião da companhia aérea British Airways divergiu hoje para o aeroporto das Lajes, na ilha Terceira, nos Açores, devido a uma discussão a bordo entre um casal de passageiros e a tripulação, informou hoje a Força Aérea Portuguesa.

  • A SIC foi dar uma volta de bicicleta

    País

    Há 90 anos, cerca de 40 ciclistas partiam do Marquês de Pombal, em Lisboa, para a primeira etapa da 1.ª Volta a Portugal de Bicicleta. Hoje, um grupo de investigadores repete o percurso, até Setúbal, dando início a uma viagem que pretende incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte no dia-a-dia. Um jornalista da SIC segue no pelotão e pode acompanhar a viagem em direto no Facebook da SIC Notícias.

    SIC

  • Manifestações na Venezuela fazem 29 mortos
    1:22
  • Irmã da mulher mais pesada do mundo acusa hospital de mentir

    Mundo

    A irmã da mulher egípcia que se acreditava ser a mais pesada do mundo acusou os médicos de mentirem acerca da sua perda de peso. No entanto, o hospital que realizou a cirurgia bariátrica já respondeu às acusações, defendendo que a mulher pesa agora 172 quilos.

  • A nova mansão de Angelina Jolie

    Mundo

    A atriz Angelina Jolie terá comprado uma mansão que pertenceu ao realizador e produtor de cinema Cecil B. DeMille. A propriedade fica situada em Los Angeles, nos Estados Unidos, e terá sido vendida pelo valor de 23 milhões de euros.