sicnot

Perfil

Mundo

Mulher morre atropelada após ter sido abandonada pelo marido na autoestrada em Itália

Uma mulher, que o seu marido abandonou na autoestrada entre Gênes e Val d'Aoste, no norte de Itália, após uma discussão, foi atropelada mortalmente quando caminhava pela estrada, noticia hoje o diário La Stampa.

Arquivo REUTERS

No sábado à noite, Claudia Tolu, de 37 anos, e o seu marido, de 47 anos, estavam a voltar para casa em Val d'Aoste, na autoestrada A26, quando se envolveram numa acalorada discussão.

Enraivecido, o homem abandonou a mulher à beira da autoestrada, com a sua bagagem e fez-se ao caminho. A mulher, por seu turno, após ter sido deixada sozinha, já de noite, começou a andar pela faixa de emergência durante cerca de 20 quilómetros.

Numa curva, uma viatura, conduzida por um homem de 67 anos, acabou por atropelá-la. O socorro chegou à mulher cerca das cinco horas da madrugada, mas ela já estava morta.

O seu marido, que entretanto chegou ao seu destino mas que decidiu dormir na viatura, foi avisado pelos vizinhos do sucedido quando acordou, no domingo de manhã.

Ao ser notificado pela polícia do incidente, ameaçou suicidar-se.

O sexagenário que atropelou Claudia foi indiciado por homicídio involuntário, e o marido viúvo por cumplicidade.

  • Morreu o companheiro de Nelson Mandela

    Mundo

    Ahmed Kathrada, activista e ícone sul-africano que lutou ao lado de Mandela contra o "apartheid" morreu hoje aos 87 anos, informou a fundação de caridade Kathrada.

  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23
  • Vidas Suspensas: Delfim 353
    29:30
  • Esquerda contra a venda do Novo Banco
    1:51

    Economia

    O futuro do Novo Banco promete agitar a maioria de esquerda nas próximas semanas. O Bloco de Esquerda e o PCP estão contra os planos de privatização e insistem que a solução é nacionalizar o banco. O Bloco de Esquerda defende que privatizar 75% é o pior de dois mundos. Já o PCP diz que o banco deve ser integrado no setor público.

  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32

    País

    Há cada vez mais homens e idosos a pedirem ajuda à Associação Portuguesa de Apoio à Vítima. Segundo o relatório anual da APAV conhecido esta segunda-feira, foram identificadas quase 10 mil vítimas de violência no ano passado. Cerca de 80% são mulheres casadas e com cerca de 50 anos.