sicnot

Perfil

Mundo

Putin ordena retirada das tropas russas do território sírio

O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, ordenou hoje ao Ministério da Defesa para iniciar na terça-feira a retirada das forças russas da Síria. A Presidência russa indicou entretanto que o chefe de Estado sírio, Bashar al-Assad, concordou com a decisão de Putin.

© POOL New / Reuters

A Presidência russa indicou entretanto que o chefe de Estado sírio, Bashar al-Assad, concordou com a decisão de Putin.

"A tarefa que tinha sido solicitada ao nosso Ministério da Defesa e às nossas forças armadas foi globalmente conseguida e assim ordenei ao ministério para iniciar a partir da manhã [terça-feira] a retirada da maior parte dos nossos contingentes militares na República Árabe da Síria", afirmou Putin, dirigindo-se ao ministro da Defesa russo, Serguei Choigu, durante uma intervenção transmitida pela televisão.

Momentos depois destas declarações, o Kremlin (sede da Presidência russa) informou que Putin e o seu homólogo sírio, aliados de longa data, tinham concordado, durante uma conversa telefónica, com a retirada das forças russas da Síria.

A intervenção das forças aéreas russas na Síria teve início a 30 de setembro de 2015 e foi feita a pedido de Bashar al-Assad no âmbito da luta contra o terrorismo naquele país.

Moscovo vai, no entanto, manter uma presença aérea no território sírio para supervisionar a aplicação do cessar-fogo, que entrou formalmente em vigor no passado dia 26 de fevereiro, segundo indicou a Presidência russa.

"Os líderes registaram que as ações da força aérea russa permitiram alterar radicalmente a situação na luta contra o terrorismo, desorganizar as infraestruturas dos combatentes e infligir danos significativos sobre eles", indicou o comunicado do Kremlin.

"O Presidente da Rússia declarou que as principais operações pedidas às forças armadas foram concluídas. Foi acordado retirar a maior parte das forças aéreas russas", reforçou a mesma nota informativa.

  • Há companhias aéreas a contratar. TAP é uma delas
    1:28
  • Euforia e preocupação no Santiago de Bernabéu
    3:02
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos.

  • Na linha do triunfo
    16:49