sicnot

Perfil

Mundo

Rússia contra sanções após ensaio de mísseis do Irão

A Rússia declarou hoje a sua firme oposição a sanções internacionais contra o Irão devido aos seus recentes ensaios de mísseis, considerando que os disparos não violaram as resoluções da ONU.

© Lucas Jackson / Reuters

"Numa palavra, a resposta é claramente não", respondeu o embaixador russo junto da ONU Vitali Churkin aos jornalistas que o interrogavam sobre a questão, antes de consultas nas Nações Unidas sobre o dossier pedidas pelos Estados Unidos.

A Rússia como membro permanente do Conselho de Segurança tem direito de veto. Segundo diplomatas, a China, outro dos membros permanentes, e a Venezuela também estão relutantes em sancionar o Irão.

Os Estados Unidos pediram que o conselho realizasse consultas à porta fechada para discutir os "perigosos disparos" de mísseis balísticos pelo Irão, que segundo Washington e os seus aliados infringem a resolução 2231.

De acordo com esta resolução, o Irão deve abster-se de lançar mísseis balísticos que possam transportar ogivas nucleares, ainda que as sanções internacionais impostas a Teerão tenham sido levantadas devido ao acordo nuclear com as grandes potências, concluído em julho e que entrou em vigor no início do ano.

O Irão negou sempre procurar obter a arma nuclear e afirma que os seus mísseis não são projetados para transportar uma bomba atómica.

Na semana passada, o regime xiita iraniano disse ter realizado uma série de testes de mísseis balísticos.

Antes da reunião do conselho, o embaixador israelita junto da ONU Danny Danon apelou aos 15 países que integram o órgão executivo das Nações Unidas para "aplicarem medidas punitivas claras" contra o Irão para lhe enviarem "uma mensagem sem ambiguidade".

Lusa

  • Irão dispara mísseis balísticos em novo teste

    Mundo

    O Irão efetuou hoje dois novos disparos de mísseis balísticos, com um alcance de cerca de 1.400 quilómetros, declarou o número dois dos Guardas da Revolução, depois de testes idênticos terem suscitado a "preocupação"dos Estados Unidos.

  • Tomadas medidas para evitar danos ambientais após acidente na barra da Armona
    1:49

    País

    Quatro tripulantes foram transportados para o hospital com hipotermia, depois de terem caído ao mar. A embarcação onde seguiam, e que faz trabalhos de reposição de areias, virou-se esta manhã, na ilha da Armona, em Olhão. As autoridades vão abrir um inquérito para apurar as causas do acidente e estão a tomar medidas para evitar danos ambientais, visto que a embarcação transportava 12 mil litros de gasóleo.

  • Papa no Chile em ambiente de contestação à Igreja Católica
    3:13

    Mundo

    O Papa pediu hoje perdão pelos crimes de pedofilia cometidos por membros da Igreja Católica no Chile, referindo que sentiu "dor e vergonha" diante do "dano irreparável" causado às crianças vítimas de abuso sexual. Francisco está a cumprir uma deslocação de três dias ao Chile, onde a contestação à visita e à Igreja se faz sentir. O Papa enfrenta um ambiente hostil na sexta viagem à América Latina, devido à denúncia de abusos sexuais na Igreja.

  • Reviravolta na Operação Fizz
    1:09

    País

    O juiz que vai julgar o chamado processo da Operação Fizz decidiu aceitar as denúncias de Orlando Figueira contra o presidente do Banco Atlântico e o advogado Daniel Proença de Carvalho. As acusações do principal arguido contra o banqueiro Carlos Silva e o advogado Proença de Carvalho podem trazer uma reviravolta ao processo.

  • Apoio psicológico fundamental em Vila Nova da Rainha
    2:19
  • Projeto Bairros Sem Cárie levou 300 pessoas do Seixal ao dentista
    3:08

    País

    Portugal tem dos piores indicadores de saúde oral da Europa e ir ao dentista é quase um luxo. Num país assim ganham ainda mais relevância iniciativas como o projeto Bairros Sem Cárie. 300 pessoas de bairros sociais do Seixal tiveram uma consulta de estomatologia gratuita.

  • Homem rompe a garganta ao tentar impedir espirro

    Mundo

    Impedir um espirro apertando o nariz pode causar sérias lesões. Foi o que aconteceu a um homem na Grã-Bretanha que teve de ser hospitalizado porque sofreu uma rutura na garganta ao apertar boca e nariz ao espirrar.