sicnot

Perfil

Mundo

Explosão de viatura no centro de Berlim causa um morto

galeria de fotos

Um carro explodiu esta manhã quando circulava numa rua no centro de Berlim. De acordo com a polícia alemã, a viatura estaria armadilhada. O motorista morreu e não há registo de mais vítimas do incidente. A pista de homicídio está a ser privilegiada pela investigação.

© Fabrizio Bensch / Reuters

© Fabrizio Bensch / Reuters

© Fabrizio Bensch / Reuters

© Reuters TV / Reuters

© Fabrizio Bensch / Reuters

© Reuters TV / Reuters

© Fabrizio Bensch / Reuters

© Reuters TV / Reuters

© Fabrizio Bensch / Reuters

© Fabrizio Bensch / Reuters

"As nossas investigações concluíram que a explosão da viatura foi causada por uma bomba", anunciaram as autoridades policias alemãs no Twitter.

O bairro Charlottenburg, onde o carro circulava no momento da explosão, foi totalmente isolado pela polícia, que está agora a recolher toda a informação sobre as causas da explosão. Os moradores foram aconselhados a permanecer em casa e manter as janelas fechadas.

"Partimos do princípio que se trata de homicídio", disse ao jornal Tagesspiegel Martin Steltner, responsável judicial de Berlin.

A explosão da viatura, uma carrinha Volkswagen, ocorreu quando o veículo estava em movimento e lançou o carro no ar. Nenhum edifício da zona foi afetado e também não há informações sobre danos noutras viaturas.

A identidade da vítima mortal é ainda desconhecida e as causas e circunstância da explosão estão por apurar.

Michael Merkle, responsável da polícia de Berlim, deslocou-se ao local do incidente, onde falou aos jornalistas. "Não podemos dizer nada sobre as causas, as investigações estão em curso", disse Merkle, citado pela BBC.

"Os peritos forenses que estão no local vão examinar o carro cuidadosamente, tudo será examinado. O departamento de homicídios também está no local para aprofundar a investigação", acrescentou.

  • A casa dos horrores
    7:57
  • PGR e presidente do Supremo deixam recado à ministra da Justiça
    2:45

    País

    Durante a abertura do ano judicial, a Procuradora-Geral da República e o presidente do Supremo Tribunal aproveitaram para deixar um recado à ministra da Justiça: é urgente aprovar o novo estatuto de juízes e magistrados. O presidente do Supremo diz que é injusta a má imagem da Justiça e pediu contenção aos magistrados.

  • Rui Rio tem sentido "alguma turbulência" no PSD
    2:01

    País

    Rui Rio e Pedro Passos Coelho tiveram esta quinta-feira a primeira reunião, desde que foi eleito o novo líder do PSD. À saída, Passos Coelho desejou que esta transição decorra com naturalidade. Já Rui Rio disse que tem sentido alguma turbulência no partido.

  • Sindicatos rejeitam fim das baixas médicas até três dias
    2:02

    País

    A CGTP quer levar o tema das baixas médicas à Concertação Social, já a UGT diz que há outras matérias prioritárias. Ainda assim as duas centrais sindicais lembram que a não justificação de faltas pode dar origem a um despedimento por justa causa. Esta quinta-feira o bastonário da Ordem dos Médicos propôs ao Governo que acabe com as baixas de curta duração, até três dias.

  • Papa interrompe percurso no Chile para ajudar polícia
    0:21
  • "Mundo à Vista" no Gana
    7:38