sicnot

Perfil

Mundo

Irão assegura que testes de mísseis servem apenas de defesa

O ministro dos Negócios Estrangeiros iraniano, Javad Zarif, afirmou hoje que os recentes testes de mísseis não violam o acordo sobre o nuclear firmado com a comunidade internacional, servindo apenas para Teerão se defender de eventuais ataques.

Javad Zarif, ministro dos Negócios Estrangeiros iraniano.

Javad Zarif, ministro dos Negócios Estrangeiros iraniano.

Reuters

"O Irão não utilizará nenhum meio para atacar nenhum país, incluindo os nossos mísseis. São para nossa defesa", afirmou o chefe da diplomacia iraniana, ao lado da sua homóloga australiana, Julie Bishop, numa conferência de imprensa em Camberra transmitida na televisão.

Zarif assegurou que os testes com mísseis não violam a resolução 2231, com a qual o Conselho de Segurança da ONU ratificou o acordo sobre o nuclear entre o Irão e as potências do grupo 5+1 (Estados, Rússia, França, Reino Unido, China e Alemanha) e levantou a maior parte das sanções que pesavam sobre o país.

"Estes mísseis nem sequer caem dentro do âmbito da 2231 e não são ilegais", frisou.

O Conselho de Segurança da ONU discutiu, esta segunda-feira, à porta fechada, os testes realizados pelo Irão no início do mês, numa reunião convocada pelos Estados Unidos, que consideraram os ensaios "perigosos" e não descartaram a possibilidade de aprovar sanções unilateralmente contra Teerão.

Zarif encontra-se na Austrália, onde se reuniu com o primeiro-ministro, Malcom Turnbull, e outros altos funcionários, no âmbito de uma visita que já o levou à Nova Zelândia, Tailândia, Singapura, Brunei e Indonésia.

Lusa

  • Vem lá chuva

    País

    A chuva vai voltar a Portugal continental a partir de quarta-feira e pelo menos até domingo, enquanto as temperaturas mínimas deverão subir.

  • "O Sporting é o um barco à deriva"
    2:26
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    A crise do Sporting foi o principal tema em O Dia Seguinte, esta segunda-feira. José Guilherme Aguiar censura Bruno de Carvalho por ter convidado Jorge Jesus para a comissão de honra da recandidatura. Já Rogério Alves não tem dúvidas que a contestação tem aumentado de tom devido à proximidade das eleições do Sporting. Rui Gomes da Silva pensa que toda a direção leonina é responsável pelo mau momento atual do clube.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Violação emitida em direto no Facebook

    Mundo

    Três homens foram detidos na Suécia, por suspeitas de violação de uma mulher, num apartamento a 70 quilómetros da capital. Os suspeitos filmaram o ato de violência e exibiram-no em direto no Facebook.

  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.