sicnot

Perfil

Mundo

Jihadistas da Frente al-Nusra anunciam ofensiva em 48 horas na Síria

A Frente al-Nusra, braço sírio da Al-Qaida, anunciou o lançamento de uma ofensiva nas próximas 48 horas na Síria, de onde a Rússia, aliada do regime, está a retirar as suas tropas.

reuters

"É claro que a Rússia sofreu uma derrota e nas próximas 48 horas a Frente al-Nusra vai lançar uma ofensiva na Síria", disse hoje um comandante no terreno deste grupo radical à agência France Presse através do serviço telefónico via Internet Skype.

Devido aos ataques aéreos russos na Síria desde 30 de setembro, a Al-Qaida aliada a grupos islamitas perdeu numerosos setores na província de Latakia (oeste), assim como uma grande parte da província de Alepo (norte).

"Nós não estamos envolvidos" no cessar-fogo, que entrou em vigor a 27 de fevereiro por iniciativa da Rússia e dos Estados Unidos, lembrou o comandante, que não quis ser identificado.

"Os russos retiraram-se pois apoiavam o regime, mas este mostrou-se incapaz de manter os territórios conquistados", adiantou.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, ordenou na segunda-feira ao Ministério da Defesa para iniciar hoje a retirada das forças russas da Síria e, segundo a presidência russa, o chefe de Estado sírio, Bashar al-Assad, concordou com a decisão.

Moscovo vai, no entanto, manter uma presença aérea no território sírio para supervisionar a aplicação do cessar-fogo, adiantou a presidência russa.

  • Polícia belga deteve homem que conduzia entre a multidão em Antuérpia

    Mundo

    Foi hoje detido um homem que conduzia a alta velocidade no meio da multidão numa zona comercial de Antuérpia, na Bélgica. O suspeito já foi identificado, é francês e tinha várias armas no carro. As autoridades francesas suspeitam que o homem estava bêbedo e a tentar escapar à polícia, mas as autoridades belgas ainda não confirmaram esta versão.

    Em desenvolvimento

  • Neve corta estradas em Viseu
    2:04
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • As vantagens de comprar online
    8:03