sicnot

Perfil

Mundo

Presidente da Venezuela acusa Barack Obama de ter obsessão contra si

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, acusou hoje o seu homólogo norte-americano Barack Obama de ter "uma obsessão" contra si por recomendar aos venezuelanos "a eleição, quanto antes, de um Governo legítimo".

© Carlos Garcia Rawlins / Reute

"Quando li essa declaração não acreditei. A primeira vez que (Barack Obama) diz que há que mudar o Governo. Quem és, Obama para opinar sobre a Venezuela? Ocupa-te do teu país que está bem mal", disse.

Nicolás Maduro falava em Caracas, durante uma entrevista ao canal multi-estatal de televisão Telesul e comparou Obama ao seu antecessor, o republicano George W. Bush, e as suas "velhas obsessões" contra a Venezuela.

O Presidente venezuelano considerou que Barack Obama está desesperado e lamentou que pretenda "passar à história como uma mancha contra a Venezuela", alimentando "a loucura" da oposição venezuelana, que pretende afastar Maduro do poder ainda este ano.

Barack Obama manifestou-se na segunda-feira preocupado como a crise económica na Venezuela e recomendou a eleição, o quanto antes, de um Governo legítimo.

"Francamente, estamos preocupados com o estado da economia [da Venezuela]", disse numa entrevista concedida ao canal de televisão CNN em espanhol, durante a qual vincou que "os Estados Unidos não têm nenhum interesse em ver a Venezuela fracassar" e que as economias dos países do continente americano estão todas interligadas.

"Se a Venezuela fracassar, isso poderá ter um impacto [negativo] nas economias da Colômbia, da América Central, ou do México e isso, por sua vez, poderá afetar a economia norte-americana", disse.

O Presidente norte-americano frisou ainda que os Estados Unidos querem "que o povo venezuelano tenha sucesso", precisando, no entanto, que será "mais difícil" se os venezuelanos "não solucionarem alguns dos problemas de governabilidade que os afetam há bastante tempo".

"Assim que o povo venezuelano puder eleger um Governo em que confie, que seja legítimo e que possa começar a implementar políticas económicas que o tirem da espiral em que se encontra, melhor será para todos nós", frisou.

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.