sicnot

Perfil

Mundo

Presidente da Venezuela acusa Barack Obama de ter obsessão contra si

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, acusou hoje o seu homólogo norte-americano Barack Obama de ter "uma obsessão" contra si por recomendar aos venezuelanos "a eleição, quanto antes, de um Governo legítimo".

© Carlos Garcia Rawlins / Reute

"Quando li essa declaração não acreditei. A primeira vez que (Barack Obama) diz que há que mudar o Governo. Quem és, Obama para opinar sobre a Venezuela? Ocupa-te do teu país que está bem mal", disse.

Nicolás Maduro falava em Caracas, durante uma entrevista ao canal multi-estatal de televisão Telesul e comparou Obama ao seu antecessor, o republicano George W. Bush, e as suas "velhas obsessões" contra a Venezuela.

O Presidente venezuelano considerou que Barack Obama está desesperado e lamentou que pretenda "passar à história como uma mancha contra a Venezuela", alimentando "a loucura" da oposição venezuelana, que pretende afastar Maduro do poder ainda este ano.

Barack Obama manifestou-se na segunda-feira preocupado como a crise económica na Venezuela e recomendou a eleição, o quanto antes, de um Governo legítimo.

"Francamente, estamos preocupados com o estado da economia [da Venezuela]", disse numa entrevista concedida ao canal de televisão CNN em espanhol, durante a qual vincou que "os Estados Unidos não têm nenhum interesse em ver a Venezuela fracassar" e que as economias dos países do continente americano estão todas interligadas.

"Se a Venezuela fracassar, isso poderá ter um impacto [negativo] nas economias da Colômbia, da América Central, ou do México e isso, por sua vez, poderá afetar a economia norte-americana", disse.

O Presidente norte-americano frisou ainda que os Estados Unidos querem "que o povo venezuelano tenha sucesso", precisando, no entanto, que será "mais difícil" se os venezuelanos "não solucionarem alguns dos problemas de governabilidade que os afetam há bastante tempo".

"Assim que o povo venezuelano puder eleger um Governo em que confie, que seja legítimo e que possa começar a implementar políticas económicas que o tirem da espiral em que se encontra, melhor será para todos nós", frisou.

Lusa

  • Francês detido em Antuérpia "queria matar"

    Mundo

    O Presidente de França François Hollande afirmou que o francês detido esta quinta-feira por conduzir um automóvel a grande velocidade na principal rua pedonal de Antuérpia, na Bélgica, "queria matar" ou "provocar um acontecimento dramático".

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa para receber dois beijos. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.

  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.

  • Letizia, uma rainha da nova geração
    2:01