sicnot

Perfil

Mundo

Suspeito abatido pela polícia na operação antiterrorista em Bruxelas

Uma pessoa morreu na operação antiterrorista a decorrer em Forest, Bruxelas, informou o porta-voz da procuradoria federal, que garantiu não se tratar de Salah Abdeslam, suspeito de envolvimento nos atentados de novembro de Paris.

© Yves Herman / Reuters

"Um corpo foi encontrado durante as buscas a uma casa da rua do Dries. A sua identidade ainda não é conhecida, mas não se trata de Abdeslam Salah", afirmou Eric Van Der Sypt, citado pela agência noticiosa Belga.

Anteriormente, as informações davam conta de um suspeito envolvido no tiroteio na comuna que tinha sido "neutralizado".

Vários meios de comunicação informaram que a operação policial deverá ter terminado, desconhecendo-se quantos suspeitos poderão estar ainda em fuga.

Na mesma operação, pelo menos, quatro polícias ficaram feridos durante uma operação antiterrorismo nos arredores da capital belga. Três deles foram atingidos numa busca a uma casa e um quarto foi baleado na operação que se seguiu no bairro, disse o porta-voz da procuradoria federal.

Não foram divulgadas informações sobre o estado de saúde dos polícias, tendo o Ministério do Interior belga indicado apenas que todos eles são belgas, apesar de também haver polícias franceses no local.

Depois de o ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve, ter confirmado, durante uma conferência de imprensa em Abidjan, que polícias franceses participavam na rusga de hoje em Bruxelas durante a qual as forças de ordem foram surpreendidas com tiros de armas pesadas, fontes policiais francesas indicaram à agência France Presse que Salah Abdeslam, o homem mais procurado por envolvimento nos ataques de Paris, não era o alvo da operação.

"A operação não visava Salah Abdeslam, mas sim próximos de um ou mais dos 11 inculpados" na Bélgica, oito dos quais encontram-se em prisão preventiva, referiu a mesma fonte.

A procuradoria federal belga ainda não emitiu qualquer comunicado sobre a operação, dado esta estar ainda em curso -- as autoridades solicitaram mesmo que não sejam difundidas imagens em tempo real, o que os canais televisivos belgas estão a respeitar, repetindo imagens gravadas -, mas um porta-voz adiantou que, ao chegarem a um apartamento presumivelmente abandonado, na Rue de Dries, na comuna de Forest, durante uma busca relacionada com os ataques de Paris, os polícias foram imediatamente alvo de tiros de armas pesadas, através da porta.

A operação da polícia teve lugar num bairro perto de Molenbeek, zona por onde passaram e residiram vários dos suspeitos de terem participado nos ataques de Paris em que morreram 130 pessoas. A polícia francesa está também envolvida na operação de hoje.

Até agora, 11 pessoas foram formalmente acusadas na Bélgica por ligação aos atentados de Paris. As investigações concluíram que os ataques foram em grande parte preparados e coordenados a partir de Bruxelas.

Com Lusa

Última Atualização 18:50

  • "Neutralizado" um dos suspeitos na operação em Bruxelas

    Ataques em Paris

    Um dos suspeitos na operação antiterrorista em curso na capital da Bélgica terá sido "neutralizado", após troca de tiros com a polícia, avançam vários media belgas. Outros dois suspeitos continuam em fuga. A polícia cercou hoje um apartamento no bairro de Forest, a sul de Bruxelas, numa operação relacionada com os ataques de novembro em Paris.

  • Pelo menos quatro polícias feridos num tiroteio em Bruxelas

    Ataques em Paris

    Um tiroteio que ocorreu ao início da tarde em Bruxelas causou ferimentos em pelo menos quatro polícias. O tiroteio ocorreu durante uma operação antiterrorista em Bruxelas, relacionada com os ataques de novembro em Paris. As agências internacionais dão conta de pelo menos três polícias feridos e dois suspeitos em fuga.

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.