sicnot

Perfil

Mundo

Convocadas manifestações contra nomeação de Lula da Silva para o governo

Os grupos que organizaram grandes protestos no Brasil no passado domingo para exigir a demissão da Presidente Dilma Rousseff, convocaram novos protestos para hoje à tarde (hora local).

© Ueslei Marcelino / Reuters

Através da sua página no Facebook, o Movimento Brasil Livre (MBL) convocou um protesto para as 17:00 (20:00 em Lisboa) em Brasília, defronte do Palácio do Planalto.

No comunicado divulgado, o MBL diz-se "indignado" com a nomeação do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o Ministério da Casa Civil, anunciada hoje pelo governo brasileiro e acrescenta que o protesto contará com a presença de membros do movimento, de deputados da oposição e que deverá ser pacífico.

Outro grupo, o Revoltados On Line, usou a mesma rede social para anunciar que estão a preparar a organização de um manifesto público contra o governo, e que novas manifestações que podem ser marcadas ainda hoje.

O Vem Pra Rua, que também liderou as manifestações contra o governo do Partido dos Trabalhadores (PT), por sua vez, divulgou vídeos e o telefone de parlamentares contra a destituição da Presidente brasileira, para os pressionar a mudarem de posição.

No passado domingo mais de 3 milhões de pessoas, segundo dados da Polícia Militar, o dobro segundo os organizadores, protestaram em pelo menos 250 cidades brasileiras.

Os manifestantes pediram o fim da corrupção, a continuação das investigações da operação Lava Jato, que apura crimes e desvios de dinheiro na Petrobras, e a destituição da presidente Dilma Rousseff do governo.

Lusa

  • Um retrato devastador do "pior dia do ano"
    2:47
  • Um olhar sobre a tragédia através das redes sociais
    3:22
  • "Estão a gozar com os portugueses, esta abordagem tem de mudar"
    6:45

    Opinião

    José Gomes Ferreira acusa as autoridades e o poder político de continuarem a abordar o problema da origem dos fogos de uma forma que considera errada. Em entrevista, no Primeiro Jornal, o diretor adjunto da SIC, considera que a causa dos fogos "é alguém querer que a floresta arda". José Gomes Ferreira sublinha que não se aprendeu com os erros e que "estão a gozar com os portugueses".

    José Gomes Ferreira

  • "Os portugueses dispensam um chefe de Governo que lhes diz que isto vai acontecer outra vez"
    6:32

    Opinião

    Perante o cenário provocado pelos incêndios, os portugueses querem um chefe de Governo que lhes diga como é que uma tragédia não volta a repetir-se e não, como disse António Costa, que não tem uma fórmula mágica para resolver o problemas dos fogos florestais. A afirmação é de Bernardo Ferrão, da SIC, que questiona ainda a autoridade da ministra da Administração Interna para ir a um centro de operações, uma vez que é contestada por toda a gente.

  • Portugal precisa de "resultados em contra-relógio, após décadas de desordenamento florestal"
    1:18