sicnot

Perfil

Mundo

Lula da SiIva aceita convite para ser ministro

Lula da Silva aceitou o convite da Presidente do Brasil para ser ministro da Casa Civil da Presidência. Com esta decisão, Lula da Silva, suspeito no processo Lava Jato, ganha imunidade judicial.

© Ricardo Moraes / Reuters

Depois de muitas horas de reunião, Dilma Roussef decidiu que o ex-Presidente Lula vai ocupar a Casa Civil do governo no lugar de Jaques Wagner. É o segundo cargo mais importante do governo brasileiro.

A decisão foi revelada no Twitter por José Guimarães, líder do Governo na Câmara Federal e vice-presidente nacional do PT.

O acordo foi alcançado numa reunião no Palácio da Alvorada, esta manhã, que contou com a presença também dos ministros Nelson Barbosa, da Fazenda (Finanças), e Jaques Wagner, que deixará o comando da Casa Civil e passará a ser chefe de gabinete de Dilma Rousseff, de acordo com o jornal Folha de São Paulo.

A nomeação deverá ser acompanhada da entrada de uma equipa no Governo, uma condição imposta por Lula da Silva para aceitar o convite da Presidente para o Executivo.

Entre os nomes que Lula da Silva gostaria de levar para o Governo está o de Celso Amorim para as Relações Exteriores.

Lula da Silva terá defendido de que de nada valerá a sua chegada ao Governo sem a criação de uma equipa que aponte mudanças, incluindo na política económica.

Ao entrar para o Governo, o ex-Presidente, que é investigado no âmbito da Operação Lava Jato, sobre um esquema de corrupção em várias empresas, incluindo a petrolífera Petrobras, passa a ter direito a foro privilegiado, podendo apenas ser investigado pelo Supremo Tribunal Federal.

Última atualização às 15:40

  • "Toda a transparência" para os "amigos portugueses"
    0:54
  • Turistas à volta da lua em 2018
    1:21
  • Bastidores do sambódromo: um espétaculo à parte
    3:22

    Mundo

    Por detrás da alegria do desfile das escolas de samba, há a tensão e a adrenalina dos bastidores do sambódromo. A preparação antes da entrada na avenida é um espetáculo à parte como mostra a correspondente da SIC, no Rio de Janeiro, Ivani Flora

    Correspondente SIC

  • SIC revela relatório que provava falência do GES
    2:06