sicnot

Perfil

Mundo

Petição pública contra Lula como ministro já soma quase 130 mil assinaturas

Às 14.30 já 128.838 pessoas manifestavam-se contra a indicação de Lula da Silva a ministro do Governo brasileiro.

Petição pública rejeita Lula como ministro

Petição pública rejeita Lula como ministro

Lula da Silva é acusado, pela procuradoria de São Paulo, de branqueamento de capitais mediante ocultação de património e falsificação de documentos em relação a um apartamento situado na praia de Guarujá, que estava em nome de uma empresa de construção de civil envolvida no escândalo de corrupção da empresa petrolífera estatal brasileira Petrobras.

Os procuradores pediram também prisão preventiva para o ex-Presidente por considerarem que pode interferir na investigação se continuar em liberdade.

Entretanto, o ex-Presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva foi convidado por Dilma Rousseff para ocupar um cargo no Governo, que segundo a imprensa, tem como objetivo travar as investigações contra o antigo chefe de Estado.

Lula da Silva anuncia hoje se aceita o cargo. Tudo aponta para que o ex-Presidente do Brasil diga sim a Rousseff.

A petição entretanto criada contra esta medida, já dá voz a mais de 128 mil pessoas e continua a somar assinaturas.

  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John McCain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • Morreu Yoshe Oka, a "hibakusha" que avisou o Japão sobre o ataque a Hiroshima

    Mundo

    Yoshe Oka, a primeira sobrevivente de Hiroshima que informou por telefone as autoridades japonesas sobre a destruição da cidade, em 1945, morreu com 86 anos, vítima de cancro, revelou hoje a família. A "hibakusha", nome pelo qual são conhecidos os sobreviventes dos ataques a Hiroshima e Nagasaki, sofria de doenças relacionadas com os efeitos do bombardeamento. Apesar das consequências do ataque, Oka difundiu, ao longo da vida, a experiência sobre o bombardeamento tendo participado em inúmeros atos pacifistas.

  • "É muito importante ceder à tentação de se abolir a liberdade"
    1:06