sicnot

Perfil

Mundo

Polícia italiana deteve 62 pessoas ligadas à máfia

A polícia militarizada italiana desmantelou hoje dois grupos de crime organizado de Palermo e deteve 62 pessoas, incluindo os respetivos líderes, dois idosos considerados antigos expoentes da máfia local "Cosa Nostra".

A operação teve lugar esta madrugada e contou com centenas de agentes, informou a imprensa local.

Todos os detidos estão acusados, entre outras coisas, de associação mafiosa, extorsão, ocultação e posse ilegal de armas.

Fontes citadas pelos meios de comunicação italianos afirmaram que a operação anulou por completo duas importantes redes que operavam na capital siciliana e que estavam a reorganizar a "Cosa Nostra", aparentemente debilitada por detenções realizadas recentemente.

O comandante da polícia, Giuseppe Governatore, disse à televisão SkyTg24 que as autoridades tinham infligido "um golpe muito duro" contra o crime organizado daquela cidade.

Entre os detidos estão dois históricos da máfia siciliana: Mario Marchese, de 77 anos, e Gregorio Agrigento, de 81 anos.

Lusa

  • Frio no fim de semana, regiões do interior podem chegar aos -5 °C
    1:23
  • Bombeiro ferido nos fogos de Pedrógão Grande regressou a casa
    2:33

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Seis meses depois dos incêndios de Pedrógão Grande, regressou a casa o último dos bombeiros de Castanheira de Pera que estava internado desde junho. Rui Rosinha esteve em coma mais de dois meses e tem ainda pela frente uma longa recuperação. O bombeiro não quer que o país esqueça o que aconteceu e espera que as duas tragédias deste ano (fogos de junho e outubro) sirvam de lição para o futuro.

  • Pedrógão Grande, seis meses depois - documentário Expresso
    0:29
  • Ilhas Selvagens são um tesouro no Atlântico que é preciso preservar
    2:33
  • PS volta a subir nas intenções de voto e não baixa dos 40%
    2:01