sicnot

Perfil

Mundo

Polícia italiana deteve 62 pessoas ligadas à máfia

A polícia militarizada italiana desmantelou hoje dois grupos de crime organizado de Palermo e deteve 62 pessoas, incluindo os respetivos líderes, dois idosos considerados antigos expoentes da máfia local "Cosa Nostra".

A operação teve lugar esta madrugada e contou com centenas de agentes, informou a imprensa local.

Todos os detidos estão acusados, entre outras coisas, de associação mafiosa, extorsão, ocultação e posse ilegal de armas.

Fontes citadas pelos meios de comunicação italianos afirmaram que a operação anulou por completo duas importantes redes que operavam na capital siciliana e que estavam a reorganizar a "Cosa Nostra", aparentemente debilitada por detenções realizadas recentemente.

O comandante da polícia, Giuseppe Governatore, disse à televisão SkyTg24 que as autoridades tinham infligido "um golpe muito duro" contra o crime organizado daquela cidade.

Entre os detidos estão dois históricos da máfia siciliana: Mario Marchese, de 77 anos, e Gregorio Agrigento, de 81 anos.

Lusa

  • Atacantes de Barcelona "não estão a caminho da nossa fronteira"
    7:00

    Ataque em Barcelona

    O diretor da Unidade Nacional de Contraterrorismo da Polícia Judiciária esteve esta sexta-feira no Jornal da Noite para falar sobre o duplo atentado em Espanha. Luís Neves diz que o nível de ameaça em Portugal, perante os ataques, não foi alterado porque "não se detectou que tenha existido informação que possa colocar o nosso território em perigo".