sicnot

Perfil

Mundo

EUA declaram Daesh responsável por genocídio de cristãos e xiitas

Os Estados Unidos declararam hoje o Daesh responsável por genocídio de cristãos, yazidis e outras minorias religiosas nos territórios que controla no Iraque e na Síria, como os muçulmanos xiitas.

(arquivo)

(arquivo)

"O Daesh é genocida por autoproclamação, por ideologia e por ação, no que afirma, no que acredita e no que faz", disse o chefe da diplomacia norte-americana, John Kerry, utilizando um dos nomes que designam o grupo jihadista.

"O Daesh também é responsável por crimes contra a humanidade contra os mesmos grupos", acrescentou.

A declaração do secretário de Estado confirma uma declaração aprovada pelo Congresso dos Estados Unidos para declarar como genocídio os assassínios de minorias religiosas perpetrados pelo grupo extremista, uma declaração que tem implicações legais internacionais.

Lusa

  • Cinco anos de guerra na Síria
    1:59

    Mundo

    A guerra na Síria começou há cinco anos. Já fez 270 mil mortos, um milhão de feridos e foi responsável pela maior crise migratória após a 2ª Guerra Mundial. O conflito começou em 2011 com a Primavera Árabe e a contestação a Bashar al-Assad. O país está dividido e é controlado pelo Daesh, pela Frente al-Nusra ligada à Al-Qaeda e pelos curdos. As tropas fiéis ao regime batem-se com os rebeldes que pretendem a queda do presidente do país. Cinco anos depois, Bashar al-Assad continua no poder, quase cinco milhões de pessoas fugiram e 450 mil pessoas vivem num país em ruínas.

  • Polémica "Supernanny" em debate hoje na SIC
    2:25
  • Centeno aponta para a reforma e expansão do euro
    0:32

    Economia

    O ministro das Finanças português participa hoje na primeira reunião enquanto presidente do Eurogrupo. À entrada para o encontro dos ministros das Finanças da moeda única, Mário Centeno apontou a reforma do Euro como um dos principais desafios do mandato que agora inicia. 

  • Puigdemont chegou à Dinamarca e não foi detido

    Mundo

    A Justiça espanhola pediu à Dinamarca para ativar a ordem de detenção europeia contra Carles Puigdemont, que ignorou as ameaças de detenção e decidiu deslocar-se a Copenhaga para participar numa conferência. Entretanto na Catalunha, o presidente do parlamento propôs Puigdemont para voltar a dirigir o Governo Regional.

  • Eleição de Rio "embaraça" PCP e BE
    0:34

    Opinião

    Luís Marques Mendes considera que a eleição de Rui Rio veio criar embaraço ao PCP e Bloco de Esquerda. O comentador da SIC considera que a promessa de que venha a haver pactos de regime entre PS e PSD é motivo de preocupação para os parceiros do Governo.

    Luís Marques Mendes

  • O caso Assange é "um problema" para o Equador

    Mundo

    O Presidente equatoriano, Lenin Moreno, declarou no domingo que o asilo atribuído ao fundador do WikiLeaks, Julian Assange, pela embaixada do Equador em Londres desde 2012 é "um problema herdado" que constitui "mais que um aborrecimento".