sicnot

Perfil

Mundo

Erdogan quer incluir jornalistas e políticos na definição de terrorista

O Presidente turco quer que a definição de terrorista seja alterada, passando a incluir o que considera ser possíveis aliados, tais como jornalistas, deputados e ativistas. Recep Tayyip Erdogan relançou a ofensiva contra os que considera cúmplices e aliados dos atos terroristas. As diligências do chefe de Estado turco surgiram poucos dias depois do atentado de domingo, em Ancara, que causou 35 mortos e 125 feridos.

Recep Tayyip Erdogan, Presidente da Turquia.

Recep Tayyip Erdogan, Presidente da Turquia.

© Umit Bektas / Reuters

Erdogan pressionou ontem o Parlamento, onde o seu partido dispõe de maioria absoluta, a levantar "rapidamente" a imunidade de cinco deputados do Partido Democrático dos Povos (HDP, pró-curdo) perseguidos por "propaganda" a favor do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

O chefe de Estado defendeu, mais uma vez, o alargamento do conceito de "crime terrorista" àqueles que apoiam a causa curda. Vários académicos e advogados pró-curdos foram detidos precisamente por esse motivo nas últimas 24 horas.

As cáusticas declarações de Erdogan surgiram na véspera de uma cimeira em Bruxelas em que a União Europeia (UE) deverá redigir um novo acordo com Ancara para tentar pôr termo ao afluxo de migrantes que se concentram nas suas fronteiras.

Grupo radical curdo reivindica atentado

O grupo radical curdo Falcões da Liberdade do Curdistão (TAK), com ligações ao proibido Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK, separatistas), reivindicou hoje o atentado de domingo.

"Na noite de 13 de março, um ataque suicida foi levado a cabo... nas ruas da capital da fascista república turca. Nós reivindicamos o ataque", disse TAK, numa declaração publicada na sua página de Internet.

O ataque constitui uma resposta às operações das forças de segurança turcas no sudeste da Turquia, predominantemente curda, acrescenta a agência AFP.

Com Lusa

  • Obrigada a vir dos EUA, de 3 em 3 semanas, para ver o filho
    2:00

    País

    O episódio de hoje de Vidas Suspensas envolve uma médica dentista norte-americana e um português. Um exemplo do que acontece a muitos portugueses que casam com estrangeiros: quando se divorciam, coloca-se a questão de saber para que país vão os filhos.

    Hoje na SIC

  • Encontrado corpo da criança que desapareceu na praia de São Torpes
    0:55

    País

    O corpo da criança que tinha desaparecido na praia São Torpes, concelho de Sines, foi encontrado esta manhã fora de água, nas rochas, a 1,5 quilómetros do sítio onde tinha desaparecido, no passado dia 21. O alerta foi dado por um popular à Polícia Marítima, cerca das 8h00.

  • Não há aumentos salariais no Estado para o ano
    1:18

    Economia

    O ministro das Finanças confirma a alteração dos escalões de IRS em 2018. É uma das medidas prioritárias para o próximo ano, a par do descongelamento das carreiras na função pública. Numa entrevista à Antena 1, Mário Centeno admite que não vai haver aumentos salariais no Estado no próximo ano

  • Tubarão com 2,7 metros salta para dentro de barco e ataca pescador

    Mundo

    Um australiano foi atacado por um tubarão branco quando estava a pescar na sua embarcação, em Evan Heads, Nova Gales do Sul, na costa Este da Austrália. O animal, com cerca de 200 quilos e 2,7 metros de comprimento, saltou para dentro do barco, derrubou o pescador e mordeu-lhe no braço.

    SIC