sicnot

Perfil

Mundo

Partido do ministro do Desporto abandona Governo de Dilma

O presidente do Partido Republicano Brasileiro (PRB), Marcos Pereira, anunciou na quarta-feira à noite que o partido deixará de apoiar o Governo de Dilma Rousseff e o ministro do Desporto, George Hilton, colocará o cargo à disposição.

© Ueslei Marcelino / Reuters

"Não vemos norte para a situação do país", justificou Marcos Pereira, citado pela imprensa brasileira.

A decisão foi votada numa reunião entre os deputados e as lideranças do partido num encontro na Câmara dos Deputados, em Brasília, e foi unânime, escreve a Folha de São Paulo.

De acordo com a edição 'online' do mesmo diário, a intenção do partido era debater o tema na próxima semana, mas a decisão da Presidente Dilma Rousseff de nomear o seu antecessor no cargo, Lula da Silva, para ministro da Casa Civil precipitou a reunião.

A escolha do ex-chefe de Estado para um dos mais altos cargos no país é vista como uma manobra política, numa altura em que Dilma Rousseff arrisca um processo de impugnação.

Além disso, ao entrar para o Governo, Lula da Silva, investigado no âmbito da Operação Lava Jato (relacionada com corrupção em várias empresas, incluindo a petrolífera Petrobras), passa a ter foro privilegiado, podendo apenas ser investigado pelo Supremo Tribunal Federal.

Com esta decisão, a bancada do PRB na Câmara dos Deputados, com 21 parlamentares, e no Senado, onde tem um senador, passará a votar de forma independente no Congresso.

"Esse gesto representa um anseio da população. Estamos aqui em defesa do povo brasileiro. Votaremos pelo povo brasileiro", afirmou o deputado Celso Russomanno, citado pela imprensa.

O PRB é um dos nove partidos que integram o Governo liderado por Dilma Rousseff.

Lusa

  • "A nossa lei tem demasiados buracos"
    0:44

    País

    Rui Cardoso acusa a classe política de não querer resolver os problemas da corrupção em Portugal. Entrevistado na Edição da Noite da SIC Notícias o magistrado do Ministério Público considera que ainda há um longo caminho a percorrer no combate à corrupção.

  • Salah Abdeslam deixa cadeira vazia na leitura da sua sentença
    2:05

    Mundo

    O único suspeito vivo dos ataques de Paris em 2015 foi esta segunda-feira condenado a 20 anos de prisão por um tribunal belga, num processo paralelo: um tiroteio em março de 2016, em Bruxelas. Tanto Salah Abdeslam como o cúmplice não quiseram estar na leitura da sentença. O julgamento de Salah Abdeslam pelos ataques de Paris só deverá acontecer no próximo ano, em França.

  • Beyoncé e a irmã caem e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.