sicnot

Perfil

Mundo

Trump na presidência dos EUA entre as maiores ameaças mundiais

A eventual vitória de Donal Trump nas eleições presidenciais americanas é considerada uma das 10 maiores ameaças mundiais, de acordo com a Economist Intelligence Unit (EIU). A unidade de análise económica da revista britânica The Economist considera que Trump poderia perturbar a economia global e aumentar os riscos políticos e de segurança nos EUA.

© Joe Skipper / Reuters

A Economist Intelligence Unit considera, contudo, pouco provável que o candidato republicano possa derrotar Hillary Clinton, que vê como "o mais provável candidato democrata".

A ameaça mundial da vitoria de Trump é equiparada ao risco que poderia representar a saída do Reino Unido da União Europeia ou um conflito armado no Mar do Sul da China.

"Até agora, Trump deu poucos detalhes sobre suas políticas, e verifica-se para constante revisão", refere a EIU no relatório de avaliação de risco global.

O ranking desta prestigiada empresa de pesquisa usa uma escala de 1 a 25, com Trump a obter uma classificação de 12, o mesmo nível de risco da "ameaça crescente do terrorismo jihadista".

Entre os acontecimentos mais perigosos para o mundo, a EIU destaca a acentuada desaceleração da economia chinesa e as intervenções da Rússia na Ucrânia e na Síria, antevendo uma nova "guerra fria".

  • Os momentos que marcaram o 7.º dia de Mundial
    1:08
  • "Ronaldos nascem na Rússia como cogumelos"
    1:49
  • Os momentos descontraídos dos jogadores
    1:54
  • Ronaldo no País dos Sovietes: O humor russo
    1:32
  • Schulz responde a Trump: "é um especialista em estatísticas criminais"

    Mundo

    "Donald Trump é um especialista em estatísticas criminais: pagamentos a estrelas porno, contactos ilegais com russos e diretores de campanha presos". Foi assim que o deputado alemão Martin Schulz respondeu ao Presidente norte-americano, depois de este ter afirmado várias vezes que a criminalidade na Alemanha aumentou devido à imigração.

    SIC

  • "Vou pedir a alguém que dê esta notícia por mim". Jornalista emociona-se com o caso dos bebés mexicanos separados das famílias
    0:49