sicnot

Perfil

Mundo

Trump na presidência dos EUA entre as maiores ameaças mundiais

A eventual vitória de Donal Trump nas eleições presidenciais americanas é considerada uma das 10 maiores ameaças mundiais, de acordo com a Economist Intelligence Unit (EIU). A unidade de análise económica da revista britânica The Economist considera que Trump poderia perturbar a economia global e aumentar os riscos políticos e de segurança nos EUA.

© Joe Skipper / Reuters

A Economist Intelligence Unit considera, contudo, pouco provável que o candidato republicano possa derrotar Hillary Clinton, que vê como "o mais provável candidato democrata".

A ameaça mundial da vitoria de Trump é equiparada ao risco que poderia representar a saída do Reino Unido da União Europeia ou um conflito armado no Mar do Sul da China.

"Até agora, Trump deu poucos detalhes sobre suas políticas, e verifica-se para constante revisão", refere a EIU no relatório de avaliação de risco global.

O ranking desta prestigiada empresa de pesquisa usa uma escala de 1 a 25, com Trump a obter uma classificação de 12, o mesmo nível de risco da "ameaça crescente do terrorismo jihadista".

Entre os acontecimentos mais perigosos para o mundo, a EIU destaca a acentuada desaceleração da economia chinesa e as intervenções da Rússia na Ucrânia e na Síria, antevendo uma nova "guerra fria".

  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos subúrbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.