sicnot

Perfil

Mundo

Ex-candidato à Casa Branca Mitt Romney apela a voto útil em Cruz, contra Trump

O ex-candidato presidencial norte-americano Mitt Romney, do Partido Republicano, apelou esta sexta-feira ao voto no senador Ted Cruz nas eleições primárias, com o objetivo de derrotar o magnata Donald Trump, bem posicionado para conseguir a nomeação.

© Mike Blake / Reuters

Numa mensagem deixada na rede social Facebook, citada pela agência de notícias EFE, Romney pediu o voto em Cruz nas primárias no estado do Utah no próximo dia 22 de março, quando também se realizam primárias no Arizona e em Idaho, ainda que neste último estado apenas os apoiantes do Partido Democrata sejam chamados a votar.

"Esta semana nas eleições no Utah votarei no senador Ted Cruz", escreveu Romney, convertido desde há algumas semanas no porta-voz dos setores tradicionais do Partido Republicano que se opõem à candidatura à Casa Branca do multimilionário nova-iorquino.

"Hoje existe um combate entre o 'trumpismo' e o republicanismo. Através das declarações calculistas do seu líder, o 'trumpismo' associou-se ao racismo, à misoginia, à intolerância, à xenofobia, à vulgaridade, e, mais recentemente, às ameaças e à violência", destacou Romney.

O candidato presidencial nas eleições de 2012 defendeu que o único caminho para ter um candidato que não Donald Trump a concorrer à Casa Branca pelo Partido Republicano é ter uma convenção nacional em que os delegados elegeriam o candidato, algo que acontece quando não existe uma maioria declarada para nenhum dos concorrentes do partido à nomeação.

"Nesta fase, a única forma de chegarmos a uma convenção aberta é garantir que o senador Cruz sai vencedor do maior número possível" de votações primárias, entre as que ainda restam, disse Mitt Romney.

O ex-candidato presidencial, que recentemente fez campanha ao lado do candidato à nomeação pelos Republicanos John Kasich, acabou por afastar-se do governador do Ohio, adotando uma perspetiva de voto útil.

"Gosto do governador John Kasich. Fiz campanha com ele. Tem um historial sólido como governador. Teria votado nele no Ohio. Mas um voto no governador Kasich em futuras eleições primárias faz com que seja muito provável que o 'trumpismo' prevaleça", afirmou Romney.

Donald Trump respondeu ao apelo ao voto em Cruz também através das redes sociais, recorrendo ao Twitter.

"Mitt Romney é um homem confuso que não tem ideia. Não me admira que tenha perdido", disse o milionário referindo-se às eleições de 2012.

Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.