sicnot

Perfil

Mundo

Molenbeek esteve na mira da autoridades desde os atentados

Molenbeek esteve na mira da autoridades desde os atentados

Depois dos atentados de novembro em Paris, o bairro de Molenbeek, em Bruxelas, foi alvo de várias operações antiterroristas. As autoridades acreditam que muitos jovens terão saído do bairro rumo à Síria. Molenbeek já chegou mesmo a ser chamado de "ninho de terroristas".

  • Molenbeek: o bairro dos radicais
    2:21

    Ataques em Paris

    Desde os atentados em Paris que o bairro de Molenbeek nunca mais foi o mesmo. O Centro Europeu de Inteligência Estratégica e Segurança sabe desde há muito que várias células jihadistas estão presentes no bairro. Foi lá que nasceu precisamente o cérebro dos ataques à capital francesa.

  • Polícia continua a recolher provas no bairro de Molenbeek
    3:15

    Mundo

    A correpondente da SIC em Bruxelas, Susana Frexes, relata os últimos acontecimentos no bairro de Molenbeek. A polícia já levantou o perímetro de segurança mas continua no terreno a recolher provas. Várias pessoas aproximaram-se do local e um dos moradores disse que aquela seria a casa do primo de Salah Abdeslam.

  • Mourinho volta a conquistar a Europa

    Liga Europa

    O Manchester United conquistou esta quarta-feira a Liga Europa pela primeira vez. Este foi o quarto título europeu para Mourinho, depois das conquistas da Taça UEFA, em 2002/03, e da Liga dos Campeões, em 2003/04 e 2009/10.

  • Marcelo diz que a Europa precisa de paixão
    2:36
  • Protestos e violência no Rio de Janeiro
    1:08
  • Cogumelos alucinogénios entre as drogas mais seguras

    Mundo

    Os cogumelos alucinogénios são considerados uma das drogas mais seguras, quando consumidos para fins recreativos. A conclusão é avançada no Global Drug Survey, um estudo anual divulgado esta quarta-feira sobre os hábitos de consumo de drogas de quase 120 mil pessoas em 50 países.

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.