sicnot

Perfil

Mundo

União Europeia condena ensaio balístico norte-coreano

A União Europeia (UE) condenou hoje o último ensaio balístico norte-coreano e pediu a Pyongyang que respeite as resoluções da ONU e evite criar tensões na região, refere um comunicado do Serviço europeu para a ação externa.

"O lançamento de mísseis balísticos pela Coreia do Norte é outra clara violação das distintas resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas, incluindo a última, adotada em 02 de março", denunciou a UE.

"Pedimos de novo à Coreia do Norte que evite as ações que aumentam as tensões na região e ameaçam a paz e a segurança internacional", adianta o comunicado, de acordo com a agência noticiosa Efe.

A UE reitera que Pyongyang deve cumprir "plena e rapidamente as suas obrigações internacionais, incluindo evitar qualquer lançamento que utilize tecnologia de mísseis balísticos e abandonar os seus programas de mísseis balísticos de forma completa, verificável e irreversível".

Bruxelas adverte ainda que vai continuar a "vigiar" os acontecimentos e coordenar com os seus parceiros a forma de "responder a estas violações das resoluções da ONU".

A Coreia do Norte lançou hoje um novo míssil balístico que percorreu cerca de 800 quilómetros até cair no mar, num novo aumento das recentes tensões entre as duas Coreias.

Os Estados Unidos, que reforçaram a sua presença militar na Coreia do Sul e promove com este país importantes manobras, pediram a Pyongyang após este último disparo que "se contenha" e evite ações que podem "aumentar as tensões na zona".

Lusa

  • Menino perdido na Praia da Luz foi levado à GNR por turista
    1:11

    País

    Um menino inglês, de sete anos, esteve desaparecido na quinta-feira na Praia da Luz, no Algarve, depois de se ter perdido dos pais. A GNR colocou duas equipas de investigação no local, mas ao fim de uma hora e meia o rapaz apareceu na esquadra de Lagos acompanhado por um turista a quem terá pedido ajuda.

  • Mais viagens mas menos turistas de Portugal
    1:22

    País

    Os residentes em Portugal - sejam portugueses ou estrangeiros - realizaram quatro milhões de viagens turísticas, só no primeiro trimestre do ano. Um aumento de mais de 6% nas viagens dentro do país face ao período homólogo e de mais de 15% nas viagens para fora, de avião. O estudo é do INE, o Instituto Nacional de Estatística, que permite fazer o retrato mais claro de quem viaja e porquê.

  • Algarve sozinho gera metade dos bens transacionáveis em Portugal
    4:14

    SIC 25 Anos

    O Algarve quase não tem indústria e os especialistas consideram que é excessivamente dependente do turismo. Ainda assim, sozinho contribui com metade do que Portugal gera em bens transacionáveis. A região tem problemas graves, como a falta de médicos e um custo de vida muito alto, mas continua a atrair a maior parte dos turistas e muitos estrangeiros decidem mesmo escolher a região para viver.