sicnot

Perfil

Mundo

União Europeia condena ensaio balístico norte-coreano

A União Europeia (UE) condenou hoje o último ensaio balístico norte-coreano e pediu a Pyongyang que respeite as resoluções da ONU e evite criar tensões na região, refere um comunicado do Serviço europeu para a ação externa.

"O lançamento de mísseis balísticos pela Coreia do Norte é outra clara violação das distintas resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas, incluindo a última, adotada em 02 de março", denunciou a UE.

"Pedimos de novo à Coreia do Norte que evite as ações que aumentam as tensões na região e ameaçam a paz e a segurança internacional", adianta o comunicado, de acordo com a agência noticiosa Efe.

A UE reitera que Pyongyang deve cumprir "plena e rapidamente as suas obrigações internacionais, incluindo evitar qualquer lançamento que utilize tecnologia de mísseis balísticos e abandonar os seus programas de mísseis balísticos de forma completa, verificável e irreversível".

Bruxelas adverte ainda que vai continuar a "vigiar" os acontecimentos e coordenar com os seus parceiros a forma de "responder a estas violações das resoluções da ONU".

A Coreia do Norte lançou hoje um novo míssil balístico que percorreu cerca de 800 quilómetros até cair no mar, num novo aumento das recentes tensões entre as duas Coreias.

Os Estados Unidos, que reforçaram a sua presença militar na Coreia do Sul e promove com este país importantes manobras, pediram a Pyongyang após este último disparo que "se contenha" e evite ações que podem "aumentar as tensões na zona".

Lusa

  • Descida da TSU inconstitucional?
    2:37

    TSU

    Especialistas ouvidos pela SIC põem em causa a constitucionalidade da descida da Taxa Social Única dos patrões, como contrapartida pelo aumento do salário mínimo. Como se trata de um imposto pago pelas empresas, só o Parlamento pode decidir uma alteração nas taxas. Neste caso, o Governo decidiu sozinho.

  • Autocarro com seguranças atacado em Braga
    0:42

    Desporto

    Dois autocarros que transportavam elementos de uma empresa de segurança foram atingidos por tiros e pedras depois do jogo entre o Sporting de Braga e o Vitória de Guimarães. O ataque deu-se a poucos quilómetros do Estádio Municipal de Braga. A PSP e a PJ estiveram no local a recolher provas.