sicnot

Perfil

Mundo

União Europeia condena ensaio balístico norte-coreano

A União Europeia (UE) condenou hoje o último ensaio balístico norte-coreano e pediu a Pyongyang que respeite as resoluções da ONU e evite criar tensões na região, refere um comunicado do Serviço europeu para a ação externa.

"O lançamento de mísseis balísticos pela Coreia do Norte é outra clara violação das distintas resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas, incluindo a última, adotada em 02 de março", denunciou a UE.

"Pedimos de novo à Coreia do Norte que evite as ações que aumentam as tensões na região e ameaçam a paz e a segurança internacional", adianta o comunicado, de acordo com a agência noticiosa Efe.

A UE reitera que Pyongyang deve cumprir "plena e rapidamente as suas obrigações internacionais, incluindo evitar qualquer lançamento que utilize tecnologia de mísseis balísticos e abandonar os seus programas de mísseis balísticos de forma completa, verificável e irreversível".

Bruxelas adverte ainda que vai continuar a "vigiar" os acontecimentos e coordenar com os seus parceiros a forma de "responder a estas violações das resoluções da ONU".

A Coreia do Norte lançou hoje um novo míssil balístico que percorreu cerca de 800 quilómetros até cair no mar, num novo aumento das recentes tensões entre as duas Coreias.

Os Estados Unidos, que reforçaram a sua presença militar na Coreia do Sul e promove com este país importantes manobras, pediram a Pyongyang após este último disparo que "se contenha" e evite ações que podem "aumentar as tensões na zona".

Lusa

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07

    Mundo

    O Conselho de Segurança das Nações Unidas chegou este sábado a acordo sobre o cessar-fogo na Síria, depois de três dias de intensas negociações para evitar o veto da Rússia. As tréguas vão durar 30 dias e permitir a entrada de ajuda humanitária em Ghouta Oriental, a região mais atingida pela guerra na Síria, nesta altura. Em apenas sete dias, os bombardeamentos do regime fizeram mais de 500 mortos.

  • Portugueses e espanhóis protestam em Salamanca contra mina de urânio
    0:38

    País

    O Bloco de esquerda desafia o Governo português a exigir às autoridades espanholas uma avaliação do impacto ambiental da mina de urânio a 40 quilómetros da fronteira portuguesa. Este caso está gerar contestação entre os ambientalistas. Várias associações portuguesas participaram este sábado numa manifestação em Salamanca. A Quercus diz-se preocupada com o impacto da mina de urânio no território português.

  • PS e PSD querem acordo sobre fundos e descentralização até ao verão
    3:07
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de três armas da PSP, recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avança hoje que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • As gravações que provam que as autoridades conheciam o perfil violento de Nikolas Cruz
    1:35