sicnot

Perfil

Mundo

Ministro do Interior francês anuncia reforço do controlo fronteiriço

A França destacou forças suplementares para o controlo de fronteiras, anunciou hoje o ministro do Interior, considerando "extremamente elevado" o risco de ameaça após a detenção de um suspeito dos atentados de Paris.

© Charles Platiau / Reuters

Desde que o controlo fronteiriço foi reposto, na sequência dos atentados de 13 de novembro em Paris, "perto de 5 mil polícias" foram destacados para as fronteiras, afirmou Bernard Cazeneuve no canal de televisão TF1.

Essa medida permitiu controlar cerca de 6 milhões de pessoas e impedir a entrada de 10 mil em território francês, sublinhou.

O ministro disse ainda que hoje decidiu reforçar o controlo fronteiriço com mais forças, "tendo em conta a troca de informações com a Interpol".

Depois de Salah Abdeslam, suspeito dos atentados de Paris, ter sido capturado na sexta-feira em Bruxelas, a Interpol aconselhou os 190 países membros a uma vigilância de fronteiras reforçada devido à possibilidade de cúmplices tentarem fugir.

"Há muito a fazer" e o nível de ameaça "permanece extremamente elevado", disse o ministro do Interior francês, lembrando que as investigações continuam.

Lusa

  • Carro que atropelou adepto encontrado numa garagem na Amadora
    1:51

    Desporto

    O carro que atropelou o adepto da Fiorentina, junto ao Estádio da Luz, está nas mãos da Polícia Judiciária. O automóvel foi encontrado esta terça-feira por uma brigada da PSP na garagem de um casa da Amadora, que pertence a um elemento da claque dos No Name Boys.

  • A SIC foi dar uma volta de bicicleta

    País

    Há 90 anos, cerca de 40 ciclistas partiam do Marquês de Pombal, em Lisboa, para a primeira etapa da 1.ª Volta a Portugal de Bicicleta. Hoje, um grupo de investigadores repete o percurso, até Setúbal, dando início a uma viagem que pretende incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte no dia-a-dia. Um jornalista da SIC segue no pelotão e pode acompanhar a viagem em direto no Facebook da SIC Notícias.

    Em atualização

    SIC

  • Portugal perde 22 mil empregos por ano por causa da pirataria
    1:52

    País

    Todos os anos, Portugal perde cerca de mil milhões de euros e mais de 22 mil empregos por causa à pirataria. Hoje assinala-se o dia mundial da propriedade intelectual. Uma área que diz respeito a todas as formas de arte e, entre outras, ao jornalismo.