sicnot

Perfil

Mundo

Líder iraniano acusa Washington de não respeitar compromissos assumidos

O líder supremo do Irão, Ayatollah Ali Khamenei, acusou este domingo os Estados Unidos de não "respeitarem os compromissos" assumidos quando foi concluído o acordo sobre o programa nuclear iraniano, em julho de 2015.

© Caren Firouz / Reuters

"No acordo nuclear (...) os americanos não respeitaram os seus compromissos, não fizeram o que deviam ter feito", declarou o líder num discurso em Machhad, por ocasião do Ano Novo persa.

Khamenei acusou os Estados Unidos de terem levantado as sanções "no papel", mas de impedirem indiretamente a República Islâmica de atingir os seus objetivos. "Na verdade, fazem com que os efeitos do levantamento de sanções não se vejam", apontou.

O acordo concluído em julho de 2015 entre as grandes potências, incluindo os Estados Unidos, e o Irão sobre o programa nuclear de Teerão entrou em vigor em janeiro, permitindo o levantamento das sanções internacionais impostas a Teerão.

Segundo o líder supremo iraniano, "o secretário (norte-americano) do Tesouro trabalha dia e noite para que a República Islâmica não possa beneficiar do acordo" e os norte-americanos "ameaçam permanentemente".

Khamenei manifestou ainda preocupação em relação ao que fará o sucessor do presidente norte-americano, Barack Obama, quando entrar em funções em janeiro de 2017. "Não há qualquer garantia de que o próximo governo aplique estes compromissos limitados", afirmou, acrescentando que os candidatos presidenciais recorrem "ao insulto" ao Irão.

O líder iraniano disse que a Europa também está reticente em relação a fazer negócios com o Irão "por medo" dos Estados Unidos.

Lusa

  • Marido de idosa que morreu na Sertã teve de caminhar durante duas horas para pedir ajuda
    1:44

    País

    A Altice garantiu esta sexta-feira que tentou agendar, por duas vezes, a reposição da linha telefónica na casa da idosa da Sertã, que morreu na semana passada por não ter comunicações que permitissem um socorro rápido. A mulher sentiu-se mal e o marido teve de caminhar durante duas horas para conseguir chegar à casa do vizinho mais próximo e pedir ajuda.

  • "No meu bairro perguntam-me se a medalha é de ouro e dizem que ma vão roubar e vender"
    4:46
  • Como é que alguém (Rúben Semedo) com tanto pode perder tudo?
    3:05