sicnot

Perfil

Mundo

Líder iraniano acusa Washington de não respeitar compromissos assumidos

O líder supremo do Irão, Ayatollah Ali Khamenei, acusou este domingo os Estados Unidos de não "respeitarem os compromissos" assumidos quando foi concluído o acordo sobre o programa nuclear iraniano, em julho de 2015.

© Caren Firouz / Reuters

"No acordo nuclear (...) os americanos não respeitaram os seus compromissos, não fizeram o que deviam ter feito", declarou o líder num discurso em Machhad, por ocasião do Ano Novo persa.

Khamenei acusou os Estados Unidos de terem levantado as sanções "no papel", mas de impedirem indiretamente a República Islâmica de atingir os seus objetivos. "Na verdade, fazem com que os efeitos do levantamento de sanções não se vejam", apontou.

O acordo concluído em julho de 2015 entre as grandes potências, incluindo os Estados Unidos, e o Irão sobre o programa nuclear de Teerão entrou em vigor em janeiro, permitindo o levantamento das sanções internacionais impostas a Teerão.

Segundo o líder supremo iraniano, "o secretário (norte-americano) do Tesouro trabalha dia e noite para que a República Islâmica não possa beneficiar do acordo" e os norte-americanos "ameaçam permanentemente".

Khamenei manifestou ainda preocupação em relação ao que fará o sucessor do presidente norte-americano, Barack Obama, quando entrar em funções em janeiro de 2017. "Não há qualquer garantia de que o próximo governo aplique estes compromissos limitados", afirmou, acrescentando que os candidatos presidenciais recorrem "ao insulto" ao Irão.

O líder iraniano disse que a Europa também está reticente em relação a fazer negócios com o Irão "por medo" dos Estados Unidos.

Lusa

  • Será que lavar em lavandarias self-service compensa?
    8:21
  • "Não se pode voltar atrás, o povo de Deus confirmou a necessidade deste Papa"
    3:15
  • Dois em cada três portugueses vivem vidas sedentárias

    País

    Com menos de hora e meia de exercício semanal, mais de dois terços dos portugueses vivem vidas sedentárias. E a maioria desvaloriza a importância da atividade física, segundo um inquérito divulgado esta quinta-feira pela Fundação Portuguesa de Cardiologia.

  • Depois de dar a volta (de bicicleta de Lisboa a Setúbal)

    País

    Missão cumprida. A SIC foi dar uma volta de bicicleta, acompanhando a primeira etapa de uma iniciativa que pretende impulsionar o uso dos velocípedes no país. Ao longo desta quarta-feira, publicámos vários vídeos em direto na página de Facebook da SIC Notícias, que aqui reunimos, em jeito de balanço.

    Ricardo Rosa

  • Primeira dama chinesa defende avanços na igualdade

    Mundo

    A primeira dama chinesa, Peng Liyuan, defendeu os avanços da China em matéria de igualdade dos géneros. Uma rara entrevista, difundida numa altura em que feministas chinesas asseguram serem controladas pela polícia face às suas campanhas.