sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 14 mortos em acidente de autocarro em Espanha

Pelo menos 14 pessoas morreram na colisão entre um autocarro e um carro na estrada AP-7 no município de Freginals, Tarragona, em Espanha. Eram jovens universitários de Erasmus, de várias nacionalidades. "De momento não há indicação de vítimas portuguesas" , segundo o Cônsul-Geral de Portugal em Barcelona.

JAUME SELLART

JAUME SELLART

JAUME SELLART

JAUME SELLART

JAUME SELLART

O Cônsul-Geral de Portugal em Barcelona, Paulo Teles da Gama, afirmou hoje à agência Lusa que, "de momento", não há indicação por parte das autoridades da Catalunha da presença de portugueses no acidente de autocarro de Tarragona.

O autocarro acidentado em Freginals, pertencente a uma empresa de Mollet del Vallès (Barcelona), transportava 56 estudantes de Erasmus de diversas nacionalidades que regressavam de umas festas em Valência, segundo a EFE.

O acidente aconteceu às 6:00 da manhã locais, quando o autocarro da empresa Autocares Alejandro, qua circulava em sentido Barcelona, perdeu o controlo, atravessou o separador e ficou voltado no sentido sul, colidindo com outro veículo.

Um total de oito jovens, quatro em estado muito grave, que viajavam no autocarro deram entrada no hospital Verge de la Cinta de Tortosa (Tarragona).

De acordo com a empresa, o motorista do autocarro é um dos sobreviventes.

Os bombeiros estão a trabalhar com 17 equipas a resgatar as vítimas do interior dos veículos envolvidos, e o transportador terá um outro veículo para transportar as pessoas ilesas para um hotel em Tortosa (Tarragona).

O ministro do Interior catalão, Jordi Jané, também se deslocou para o local para acompanhar a situação de emergência.

"Estamos chocados. Sabemos que as vítimas são muito jovens e hoje é um dia muito triste", disse Josep Roncero, autarca de Freginals (Tarragona), uma povoação de escassos 400 habitantes, uma das primeiras pessoas a chegar ao local.

A Proteção Civil do Governo, em conjunto com as autoridades locais, está a disponibilizar espaços de atendimento aos ilesos, com ajuda psicológica.

A circulação na AP-7 está completamente cortada no sentido sul.

Esta colisão é um dos acidentes de trânsito mais graves que ocorreram em Espanha desde 2000, com envolvimento de um autocarro de passageiros.

O acidente com o maior número de mortes em Espanha foi a 06 de julho de 2000, quando um autocarro em que viajavam alunos catalães colidiu com um camião de transporte de gado na cidade de Soria Golmayo, provocando vinte mortos e treze feridos graves.

Última atualização às 11:45/Com Lusa

  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura ao Governo

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta na terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • Encontrado corpo de menina posta de castigo na rua pelo pai

    Mundo

    Sherin Mathews estava desaparecida desde o dia 7 de outubro. Este domingo a polícia do estado norte-americano do Texas encontrou o corpo de uma criança que acreditam ser a menina de três anos, desaparecida depois de o pai a colocar de castigo na rua, durante a madrugada.

    SIC

  • A cadela que desistiu da CIA para ir "perseguir esquilos e coelhos"

    Mundo

    Nem todos os cães têm aptidão para combater o crime. Este é o caso de Lulu, uma cadela que estava a treinar para ser agente da CIA, mas que acabou por entrar na reforma ainda durante os treinos. Através do Twitter, a agência norte-americana anunciou na semana passada que Lulu já não iria treinar mais e que tinha sido adotada pelo agente que a treinava.

    SIC

  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC