sicnot

Perfil

Mundo

Cubanos com esperança no futuro das relações diplomáticas com os EUA

Cubanos com esperança no futuro das relações diplomáticas com os EUA

A visita do Presidente norte-americano a Cuba está a ser encarada pelos cubanos com emoção e sobretudo com a consciência de que alguma coisa está a mudar nas relações entre Havana e Washington. O aperto de mão entre Barack Obama e Raúl Castro em 2013 marcou o início de uma nova era na relações entre os dois países.

  • Obama numa conversa telefónica com humorista cubano
    1:32

    Mundo

    Barack Obama voltou a surpreender ao aparecer num vídeo divertido com um humorista cubano. Numa conversa telefónica entre os dois, o Presidente dos Estados Unidos diz que os dois países são um povo amigo. Barack Obama encontra-se neste momento em Cuba na primeira visita de um presidente norte-americano à ilha em 88 anos.

  • Marcha pelos direitos humanos à chegada de Obama a Cuba
    1:55

    Mundo

    Poucas horas antes da chegada de Barak Obama a Havana, começaram hoje a ser libertados alguns dos 60 dissidentes cubanos. Entre os detidos estão dirigentes do movimento Mulheres de Branco que exigem a libertação de todos os presos políticos cubanos.

  • Cuba e EUA de costas voltadas mais de 50 anos
    1:50

    Mundo

    A visita de Obama a Cuba é mais um passo para restabelecer de forma definitiva as relações com os Estados Unidos. Os dois países estiveram de costas voltadas durante mais de 50 anos e há quase nove décadas que um chefe de Estado norte-americano não aterrava em Havana.

  • Embargo económico no centro das conversações entre Obama e Castro
    3:41

    Mundo

    A questão do embargo económico a Cuba dominou as conversações entre Barack Obama e Raúl Castro. Na visita histórica do Presidente dos EUA, Castro pediu o levantamento total do bloqueio e Obama remeteu para o Congresso os atrasos no restabelecimento de relações livres entre os dois países.

  • Os números das eleições francesas
    0:50

    Eleições França 2017

    Os resultados definitivos mostram que Emmanuel Macron obteve 24% dos votos, na primeira volta das eleições francesas. Ficou quase três pontos à frente de Marine Le Pen, que conseguiu 21,3%. Os números oficiais, publicados pelo Ministério do Interior, dão ainda conta da taxa de abstenção: 22,2%, um ligeiro aumento face à primeira volta das presidenciais de 2012.

  • ASAE encerra em média um restaurante por dia
    1:33
  • Grupo de brasileiros em assalto milionário no Paraguai
    1:24