sicnot

Perfil

Mundo

Denunciados abusos contra doentes mentais na Indonésia

A organização de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch (HRW) denunciou hoje abusos contra doentes mentais na Indonésia e criticou a falta de alternativas oferecidas pelas autoridades.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Beawiharta Beawiharta / Reute

Num relatório intitulado "Viver no inferno: Abusos contra as pessoas com incapacidade psicossocial na Indonésia", a HRW evidencia a entrada forçada de pessoas com problemas de saúde mental em instituições psiquiátricas onde são sujeitas a violência sexual e física, incluindo terapia com eletrochoques.

Noutros casos, as próprias famílias colocam os seus familiares doentes, que muitas vezes acabam acorrentados, em lugares insalubres devido ao estigma social e à ausência de apoios comunitários.

"Acorrentar as pessoas com problemas de saúde mental é ilegal na Indonésia, no entanto, continua a ser uma prática generalizada e brutal", afirma Kriti Sharma, investigadora da HRW que documentou 175 casos de pessoas que se encontram atualmente acorrentadas, fechadas ou que foram recentemente libertadas.

"As pessoas passam anos imobilizadas com correntes, estoques de madeira ou fechadas em estábulos de cabras porque as suas famílias não sabem o que fazer com elas e o Governo não oferece alternativas mais humanas", indica Sharma.

Para esta investigação, a HRW entrevistou 149 pessoas, entre adultos e crianças com incapacidades psicossociais, e visitou 16 instituições psiquiátricas e centros tradicionais de terapia nas ilhas de Java e Sumatra.

A Indonésia proibiu em 1977 o acorrentamento dos pacientes em espaços de dimensão reduzida, um método conhecido no país como "pasung", ainda que cerca de 18.800 pessoas continuem hoje a sofrer com esta prática.

A HRW insta o Governo indonésio a inspecionar regularmente todas as instituições psiquiátricas públicas e privadas, e a tomar medidas contra os centros que pratiquem o acorrentamento ou abuso de pessoas com problemas mentais.

Lusa

  • Proteção Civil passa a ter Secretaria de Estado
    1:13

    País

    O Governo criou uma nova Secretaria de Estado da Proteção Civil, que vai ser liderada por José Artur Tavares Neves. Esta é a principal novidade da remodelação governamental que envolve quatro Secretários de Estado, dois deles foram reconduzidos nos cargos.

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC