sicnot

Perfil

Mundo

Descoberta inédita de Tyrannosaurus rex grávida

Paleontólogos norte-americanos descobriram fósseis de uma fêmea Tyrannosaurus rex grávida. Uma rara descoberta dado que tem sido difícil determinar o género desta espécie carnívora de dinossauros através dos fósseis.

Mark Hallett/Universidade Carolina do Norte

Os investigadores da Universidade da Carolina do Norte e do Museu de Ciência Naturais conseguiram determinar que era uma fêmea pela análise a um fémur fossilizado de T. Rex. Encontraram osso medular, tecido que só se forma na fase de gestação, nomeadamente em aves, no período antes da colocação do ovo.

"Esta análise permite-nos determinar o género deste fóssil e abre uma janela para olharmos para a evolução da produção de ovos nos pássaros modernos", referiu a autora principal do estudo publicado na revista Nature, a paleontóloga Mary Schweitzer, em comunicado.

Esta fêmea T. Rex em particular habitava na região montanhosa que hoje em dia é o estado de Montana há 68 milhões de anos. Teria entre os 16 e os 20 anos de idade quando morreu e estava grávida.

Esta investigação abre assim novas possibilidades para determinar o sexo dos dinossauros. "Agora que podemos identificar um dinossauro como fêmea e que sabemos que as que estiveram grávidas têm uma marca química distintiva, precisamos de reunir esforços para descobrir mais", afirmou Lindsay Zanno, coautora do estudo.

  • Não houve negligência médica no caso do jovem em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19