sicnot

Perfil

Mundo

Finlândia condena iraquiano por publicar fotografia em que segura cabeça de jihadista

Um migrante iraquiano na Finlândia foi hoje condenado por crime de guerra, depois de ter divulgado, na rede social Facebook, imagens suas com a cabeça de um combatente do Daesh.

Tikrit, Iraque Arquivo/Reuters

Tikrit, Iraque Arquivo/Reuters

© Ahmed Saad / Reuters

Jebbar Salman Ammar, de 29 anos, foi condenado a uma pena suspensa de 16 meses de prisão pelo tribunal distrital de Pirkanmaa.

Para o tribunal, o iraquiano profanou o corpo de um combatente ao colocar três imagens no Facebook em que está a segurar a cabeça do 'jihadista' na cidade iraquiana de Tikrit.

O iraquiano confessou ter publicado as imagens e lutado contra o Daesh, mas negou ter cometido um crime de guerra.

O procurador Juha-Mikko Hamalainen afirmou que a conduta do acusado era definida como "crime de guerra" pelo Tribunal Penal Internacional, e pediu dois anos de prisão.

Jebbar Salman Ammar chegou à Finlândia há cerca de seis meses.

A Finlândia, um país de 5,4 milhões de habitantes, recebeu perto de 32.000 refugiados, sobretudo do Iraque, no ano passado, durante a maior crise de migração na Europa desde a Segunda Guerra Mundial.

Mais de um milhão de migrantes em fuga da guerra na Síria e no Iraque, da Ásia e África chegaram à Europa desde o início do ano passado.

Um caso idêntico, também com um iraquiano, vai ser julgado noutro tribunal finlandês na próxima semana.

  • Jovem que morreu numa estância de esqui em Espanha sofreu um aneurisma
    1:26
  • Cunhado do Rei de Espanha em liberdade sem caução

    Mundo

    Inaki Urdangarin vai mesmo aguardar o desenrolar do recurso em liberdade na Suíça, onde o marido da Infanta Cristina tem residência oficial e onde terá de se apresentar às autoridades uma vez por mês, para além de estar obrigado a comunicar qualquer deslocação fora da Europa. De fora fica ainda o pagamento da caução de 200 mil euros pedida pelo Ministério Público espanhol.

  • Três letras de Zeca Afonso

    Cultura

    No dia em que se assinalam 30 anos da morte de Zeca Afonso, Raquel Marinho, jornalista da SIC e divulgadora de poesia portuguesa contemporânea, escolhe três letras do cantor e autor para dizer, em forma de homenagem.

    Raquel Marinho

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • "Isto é uma mentira e tem carimbo de Estado"
    2:12

    Opinião

    O preço das botijas de gás em Portugal duplicou nos últimos 15 anos. José Gomes Ferreira esteve no Jornal da Noite, da SIC, onde explicou este aumento, lembrando que a classe política prometeu que se houvesse mais empresas a operar no mercado, os preços desciam. Contudo, José Gomes Ferreira diz que "isto é uma mentira e tem carimbo de Estado". O Diretor-Adjunto de Informação SIC explicou que como o mercado é livre, os operadores vendem aos preços mais altos que podem, deste modo os preços não variam muito entre uns e outros.

    José Gomes Ferreira