sicnot

Perfil

Mundo

Ataques mortais de hipopótamos preocupam aldeia no norte de Angola

A população de Massau, uma pequena aldeia do município de Milunga, no norte de Angola, está assustada com os sucessivos ataques por hipopótamos, o último dos quais provocou a morte de um homem na segunda-feira.

© David W Cerny / Reuters

De acordo com relatos de hoje da imprensa local, a mais recente vítima destes ataques junto a um dos rios daquela localidade da província do Uíge foi um jovem de 18 anos, surpreendido pelo hipopótamo quando se encontrava a pescar.

Citado pela imprensa local, a administradora do município de Massau, a 300 quilómetros da cidade do Uíge, afirmou que os hipopótamos, que também devoram e destroem as culturas, "ameaçam a população" e a sua subsistência, dependente da agricultura e da pesca.

De acordo com Delfina Henriques, a polícia local tem vindo a apoiar no processo de "juntar" estes animais e "afugentá-los" das proximidades das casas, tendo em conta que estes hipopótamos "ameaçam devorar a população".

Lusa

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.