sicnot

Perfil

Mundo

Nobel da Paz Suu Kyi será a chefe da diplomacia de Myanmar

A prémio Nobel da Paz Aung San Suu Kyi será a futura ministra dos Negócios Estrangeiros de Myanmar (antiga Birmânia), anunciou hoje o porta-voz da Liga Nacional para a Democracia, vencedora das eleições de novembro de 2015.

© Soe Zeya Tun / Reuters

"Vai ser ministra dos Negócios Estrangeiros. Se quiser partilhar os deveres noutros ministérios com pessoal qualificado pode fazê-lo", afirmou Zaw Myint Maung, porta-voz do partido.

Impossibilitada de assegurar a presidência do país devido a alíneas da Constituição herdada do anterior regime militar ditatorial, Suu Kyi terá, porém, um cargo formal no Governo de Myanmar.

Suu Kyi, conhecida como "A Dama de Rangum", é a única mulher dos seis membros da Liga que consta na lista apresentada hoje de manhã ao presidente do Parlamento.

A lista de nomes não especifica que ministérios irão ocupar.

O anúncio vem pôr fim ao rumor que circulava no país há vários dias, que indicava que a antiga dissidente, hoje com 70 anos - viveu os últimos 15 sob residência vigiada -, seria chefe da diplomacia do país.

Com a Liga já maioritária no Parlamento, Suu Kyi vai ajudar a governar um país que herda um executivo liderado por militares.

O Governo, que deverá entrar em funções até ao final deste mês ou em princípios de abril, não terá primeiro-ministro, contando apenas com um Presidente que será "um fiel entre os fiéis" de Suu Kyi.

Lusa

  • A casa dos horrores
    7:57

    Mundo

    Um casal foi detido na Califórnia acusado de tortura e escravidão dos 13 filhos: o mais velho tinha 29 anos e a mais nova dois. A polícia encontrou um cenário de horror quando entrou na casa da família, depois de uma das filhas ter fugido pela janela. Crianças e jovens estavam amarrados às camas e todos estavam mal alimentados. Mas nas redes sociais, o casal Turpin divulgava imagens de uma família feliz.

  • PGR e presidente do Supremo deixam recado à ministra da Justiça
    2:45
  • Rui Rio tem sentido "alguma turbulência" no PSD
    2:01

    País

    Rui Rio e Pedro Passos Coelho tiveram esta quinta-feira a primeira reunião, desde que foi eleito o novo líder do PSD. À saída, Passos Coelho desejou que esta transição decorra com naturalidade. Já Rui Rio disse que tem sentido alguma turbulência no partido.

  • Sindicatos rejeitam fim das baixas médicas até três dias
    2:02

    País

    A CGTP quer levar o tema das baixas médicas à Concertação Social, já a UGT diz que há outras matérias prioritárias. Ainda assim as duas centrais sindicais lembram que a não justificação de faltas pode dar origem a um despedimento por justa causa. Esta quinta-feira o bastonário da Ordem dos Médicos propôs ao Governo que acabe com as baixas de curta duração, até três dias.

  • Papa interrompe percurso no Chile para ajudar polícia
    0:21
  • "Mundo à Vista" no Gana
    7:38