sicnot

Perfil

Mundo

Obama diz que todos os cubanos devem poder "exprimir-se sem medo"

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse esta terça-feira em Havana que todos os cubanos devem poder "exprimir-se sem medo", num discurso transmitido em direto pela televisão nacional.

© Carlos Barria / Reuters

"Penso que os cidadãos devem ser livres de exprimir as suas opiniões sem medo, de criticar o seu governo e de se manifestarem de forma pacífica", declarou Obama no teatro Alicia Alonso, na presença do Presidente cubano, Raul Castro.

"Penso que os eleitores devem poder escolher o seu governo em eleições livres e democráticas", adiantou.

Antes, o Presidente norte-americano anunciou ter vindo a Cuba para "enterrar o último vestígio da Guerra Fria" após mais de cinco décadas de antagonismo.

"Creio no povo cubano", disse em espanhol, antes de repetir a frase em inglês.

Raul Castro, que ouvia a tradução das palavras do homólogo, não manifestou a mínima emoção durante a maior parte do discurso, mas aplaudiu quando Obama apelou ao Congresso norte-americano para autorizar o levantamento do embargo a Cuba e quando evocou Nelson Mandela.

"Disse claramente que os Estados Unidos não têm nem capacidade nem intenção de impor mudanças em Cuba", disse ainda Obama, considerando que "as mudanças futuras dependerão do povo cubano".

"Si se puede", disse numa referência ao seu famoso 'slogan' "Yes we can" (Sim podemos).

Ainda hoje Obama tem previsto um encontro com um grupo de dissidentes e opositores cubanos na embaixada dos Estados Unidos, após o que deverá assistir a um jogo de basebol entre os Tampa Bay Rays da Florida e a seleção nacional cubana.

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.