sicnot

Perfil

Mundo

Polícia brasileira procura portugueses em fuga por associação criminosa

A polícia brasileira está a tentar deter três portugueses ligados a um grupo suspeito de associação criminosa e estelionato (crime semelhante à burla), disse hoje à agência Lusa uma fonte policial.

© Sergio Moraes / Reuters

Os três cidadãos estão ligados aos onze portugueses que se encontram detidos preventivamente o Brasil por suspeita de associação criminosa, precisou a mesma fonte.

"Temos três mandados de prisão para serem cumpridos, e ficou demonstrado nas investigações que faziam parte do mesmo grupo", respondeu à Lusa Jeferson Lisboa, coordenador da Coordenação de Repressão aos Crimes contra o Consumidor, à Ordem Tributária e a Fraudes (CORF), da Polícia Civil do Distrito Federal.

A mesma fonte adiantou que existem ainda "outras pessoas que estão foragidas, que também faziam parte do mesmo grupo", mas não adiantou quantas.

Para estes casos, "ainda não foram decretadas as prisões", esclareceu.

Os onze portugueses que se encontram detidos preventivamente, por risco de fuga, "simulavam que estavam a fechar um 'stand' e a regressar à Europa.

Afirmavam que "o imposto seria muito alto para regressar com os produtos" e tentavam vender aquilo que diziam ser "mercadorias a preço de custo", segundo a polícia.

Os detidos, que podem ser condenados a uma pena de até oito anos de prisão, ofereciam produtos falsificados, como perfumes importados, blusões de cabedal e faqueiros, que, na verdade, eram comprados no Estado de São Paulo e tinham um lucro superior a 90 por cento.

Questionado sobre se existiu algum contacto com autoridades portuguesas relativamente aos foragidos, Jeferson Lisboa respondeu que não, recusando-se a detalhar mais factos sobre o caso, sob pena de atrapalhar a investigação policial.

Lusa

  • Admissão de efetivos nas Forças Armadas aquém do pedido pelas chefias
    1:42

    País

    O Ministério das Finanças autorizou a admissão de mais efetivos nas forças armadas, este ano mas a integração fica muito abaixo do número pedido pelas chefias militares. Mário Centeno só terá autorizado a integração de cerca de três mil militares em vez das cinco mil vagas propostas pelas chefias do Exército, Força Aérea e Marinha.

  • Primeiro eclipse solar 100% visível nos EUA em 38 anos
    0:40
  • Pyongyang acusa Washington de atirar "achas para a fogueira"
    1:47

    Mundo

    A Coreia do Sul e os Estados Unidos iniciaram esta segunda-feira exercícios militares conjuntos. As manobras militares procuram ensaiar respostas a uma hipotética invasão da Coreia do Norte. Pyongyang já reagiu e diz que Washington está a atirar "achas para a fogueira". 

  • "É muito importante que os EUA mostrem determinação política e militar"
    0:50

    Mundo

    Os exércitos da Coreia do Sul e dos Estados Unidos iniciaram hoje as manobras anuais numa altura marcada pela recente escalada de tensão entre Pyongyang e Washington. Para Miguel Monjardino, comentador da SIC, estes exercícios militares são encarados como uma provocação para a Coreia do Norte. Monjardino defende que é importante que os EUA mostrem determinação no atual clima de tensão nuclear.

  • China prepara-se para inaugurar comboio mais rápido do mundo
    1:08
  • Morreu o rei da comédia
    2:08

    Cultura

    Um dos grandes nomes do humor norte-americano morreu ontem, aos 91 anos. Jerry Lewis era comediante, ator, argumentista, cantor e realizador. Considerado o rei da comédia, Lewis influenciou diferentes gerações de comediantes e foi defensor de várias causas humanitárias, entre as quais a distrofia muscular.

  • A insólita entrevista de Jerry Lewis que se tornou viral
    2:39

    Cultura

    Jerry Lewis concedeu no início deste ano uma entrevista insólita que se tornou viral nas redes sociais. O comediante decidiu, pura e simplesmente, não colaborar com o entrevistado. Lewis tinha na altura 90 anos e continuava a trabalhar, tendo participado no filme "Max Rose", em 2016.