sicnot

Perfil

Mundo

Polícia brasileira procura portugueses em fuga por associação criminosa

A polícia brasileira está a tentar deter três portugueses ligados a um grupo suspeito de associação criminosa e estelionato (crime semelhante à burla), disse hoje à agência Lusa uma fonte policial.

© Sergio Moraes / Reuters

Os três cidadãos estão ligados aos onze portugueses que se encontram detidos preventivamente o Brasil por suspeita de associação criminosa, precisou a mesma fonte.

"Temos três mandados de prisão para serem cumpridos, e ficou demonstrado nas investigações que faziam parte do mesmo grupo", respondeu à Lusa Jeferson Lisboa, coordenador da Coordenação de Repressão aos Crimes contra o Consumidor, à Ordem Tributária e a Fraudes (CORF), da Polícia Civil do Distrito Federal.

A mesma fonte adiantou que existem ainda "outras pessoas que estão foragidas, que também faziam parte do mesmo grupo", mas não adiantou quantas.

Para estes casos, "ainda não foram decretadas as prisões", esclareceu.

Os onze portugueses que se encontram detidos preventivamente, por risco de fuga, "simulavam que estavam a fechar um 'stand' e a regressar à Europa.

Afirmavam que "o imposto seria muito alto para regressar com os produtos" e tentavam vender aquilo que diziam ser "mercadorias a preço de custo", segundo a polícia.

Os detidos, que podem ser condenados a uma pena de até oito anos de prisão, ofereciam produtos falsificados, como perfumes importados, blusões de cabedal e faqueiros, que, na verdade, eram comprados no Estado de São Paulo e tinham um lucro superior a 90 por cento.

Questionado sobre se existiu algum contacto com autoridades portuguesas relativamente aos foragidos, Jeferson Lisboa respondeu que não, recusando-se a detalhar mais factos sobre o caso, sob pena de atrapalhar a investigação policial.

Lusa

  • "Almaraz: Uma bomba-relógio aqui ao lado"
    1:56
  • 105 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.