sicnot

Perfil

Mundo

Condutor de autocarro acidentado na Catalunha pode ter adormecido

A polícia da Catalunha acredita que o condutor do autocarro que teve um acidente no domingo em Freginals (Tarragona, Espanha) - matando 13 estudantes universitárias - adormeceu ao volante ou se distraiu com um telemóvel ou com um passageiro.

JAUME SELLART

Inicialmente os responsáveis do Interior (Administração Interna) quer da Catalunha quer do Governo central espanhol tinham apontado para "um erro humano" como a causa mais provável do embate.

O acidente aconteceu às 06:00 da manhã locais, quando o autocarro da empresa Autocares Alejandro, que circulava rumo a Barcelona vindo de Valência, perdeu o controlo, atravessou o separador e ficou voltado no sentido sul, colidindo com outro veículo. Envolveu 63 pessoas: o condutor e os 60 passageiros do autocarro, bem como duas pessoas que seguiam no ligeiro.

"Parece-nos que o erro humano foi o condutor poder ter adormecido. É a hipótese que ganha mais força. Também estamos a ver outras, como o do telemóvel, se lhe deu algum uso ou não [enquanto conduzia]", considerou hoje Miquel Esquius, comissário de Mobilidade da polícia autonómica catalã, os Mossos d´Esquadra.

O acidente causou 13 mortos (todas estudantes universitárias do programa Erasmus) e 50 feridos, vários deles em estado grave. Ainda permanecem internados 19 feridos, sendo que o único em "estado crítico" é o próprio condutor do autocarro.

O condutor do autocarro sobreviveu ao acidente e foi ouvido na manhã de domingo na comissaria dos Mossos de Esquadra (polícia autonómica da Catalunha) de Tortosa. Fez o teste para consumo de drogas e álcool, que deu negativo em ambos os casos. No entanto, logo no mesmo dia mostrou sintomas de uma contusão pulmonar, deu entrada no hospital e o seu estado de saúde agravou-se.

A possibilidade de o condutor ter adormecido, estar ao telemóvel ou se ter virado para falar com algum passageiro levaram as autoridades espanholas a querer levá-lo perante um juiz, com possível acusação de 13 "homicídios por imprudência".

No entanto, o facto de estar hospitalizado em "estado crítico" tem adiado essa audição.

Esta colisão foi um dos acidentes de trânsito mais graves que ocorreram em Espanha desde 2000, com envolvimento de um autocarro de passageiros.

A 06 de julho de 2000 um autocarro no qual viajavam alunos catalães colidiu com um camião de transporte de gado na cidade de Soria Golmayo, provocando 20 mortos e 13 feridos graves.

Lusa

  • Jovem que morreu numa estância de esqui em Espanha sofreu um aneurisma
    1:26
  • Cunhado do Rei de Espanha em liberdade sem caução

    Mundo

    Inaki Urdangarin vai mesmo aguardar o desenrolar do recurso em liberdade na Suíça, onde o marido da Infanta Cristina tem residência oficial e onde terá de se apresentar às autoridades uma vez por mês, para além de estar obrigado a comunicar qualquer deslocação fora da Europa. De fora fica ainda o pagamento da caução de 200 mil euros pedida pelo Ministério Público espanhol.

  • Três letras de Zeca Afonso

    Cultura

    No dia em que se assinalam 30 anos da morte de Zeca Afonso, Raquel Marinho, jornalista da SIC e divulgadora de poesia portuguesa contemporânea, escolhe três letras do cantor e autor para dizer, em forma de homenagem.

    Raquel Marinho

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • "Isto é uma mentira e tem carimbo de Estado"
    2:12

    Opinião

    O preço das botijas de gás em Portugal duplicou nos últimos 15 anos. José Gomes Ferreira esteve no Jornal da Noite, da SIC, onde explicou este aumento, lembrando que a classe política prometeu que se houvesse mais empresas a operar no mercado, os preços desciam. Contudo, José Gomes Ferreira diz que "isto é uma mentira e tem carimbo de Estado". O Diretor-Adjunto de Informação SIC explicou que como o mercado é livre, os operadores vendem aos preços mais altos que podem, deste modo os preços não variam muito entre uns e outros.

    José Gomes Ferreira