sicnot

Perfil

Mundo

Exército brasileiro compromete-se a cumprir Constituição

O comandante do Exército do Brasil, o general Villas Bôas, garante que o exército vai cumprir a Constituição e diz que a crise que o país atravessa é política, económica e ético-moral.

Silvia Izquierdo

Numa entrevista publicada na página oficial do Exército do Brasil na internet, no âmbito da iniciativa "O Comandante responde" , o general comenta a atual crise no país afirmando que o Exército, como instituição "sólida" do Estado, é uma referência para a sociedade em momentos como o atual.

As pessoas olham para instituições como o Exército e aguardam "atitudes que sinalizem como sair da crise", disse.

"Contudo, no nosso papel, de instituição do Estado, com as atribuições perfeitamente definidas na Constituição e também nas leis complementares, vamos pautar a nossa atuação em três pilares básicos", a estabilidade, a legalidade e a legitimidade, afiançou Villas Bôas.

"Toda e qualquer atitude nossa será absolutamente respaldada no que os dispositivos legais estabelecem, desde a Constituição às leis complementares", disse, acrescentando ter a certeza de que é uma questão de tempo e o Brasil terá "condições para reverter" a situação e "reencontrar o caminho de desenvolvimento" porque o Brasil tem "grandes responsabilidades internacionais".

"Temos de colocar como foco novamente a questão nacional, o Brasil tem que reencontrar o sentido de projeto, restabelecer a sua ideologia de desenvolvimento, porque o Brasil, pela importância que tem, não encontra outra alternativa que não seja a de se transformar num país forte e uma referência na comunidade internacional", disse.

O Brasil atravessa uma crise política, com parte da população a exigir a demissão da Presidente, Dilma Rousseff, e outra a defender a estadista, havendo também vozes a sugerir uma intervenção militar.

Em 1964, no seguimento de um período político conturbado e de uma crise económica, inicia-se uma crise de disciplina também na Marinha brasileira e os militares acabam por tomar o poder, em abril desse ano. O regime militar só terminou em 1985.

Lusa

  • Cristas acusa Costa de mentir sobre acordo da concertação social
    3:01

    Economia

    A presidente do CDS acusou esta terça-feira o primeiro-ministro de mentir no debate quinzenal, ao dizer que o acordo da concertação social já estava assinado. Foi o momento mais aceso, com Assunção Cristas a dizer que António Costa não tem condições para chefiar o Governo.

  • Trump prestará juramento com a duas bíblias

    Mundo

    Donald Trump prestará juramento, na próxima sexta-feira, como o 45.º Presidente dos Estados Unidos, usando duas Bíblias - a sua, oferecida pela sua mãe, e a que Abraham Lincoln usou na sua posse, há 150 anos.

  • Medalha idêntica à de Anne Frank encontrada em campo nazi

    Mundo

    Um grupo de investigadores encontrou uma medalha praticamente igual à de Anne Frank, nas escavações ao campo nazi de extermínio Sobibor, na Polónia. Os especialistas do Memorial do Holocausto Yad Vashem em Israel acreditam que a medalha pertencia a Karoline Cohn, que pode ter conhecido Anne Frank.

  • Esta foto pode salvar a sua vida

    Mundo

    Podemos até estar familiarizados com os sinais do cancro da mama, mas quando se trata de identificar sintomas visuais nos nossos próprios seios, já não é tão fácil. Por isto, uma designer resolveu mostrar como descobrir sinais através de uma ajuda improvável: limões.

    Rita Ferro Alvim